Black Friday Ubannet

29/12/2013 às 09h14m

Preso no Recife suspeito de esquartejar a mãe

Sem documentos, suspeito foi levado para a Delegacia de Santo Amaro, onde apresentou nome e nome da mãe diferentes e disse ser do Rio de Janeiro. Pressionado, ele confessou o crime

Foi preso Na manhã do sábado (28), por policiais militares do 16º Batalhão. Jotânio de Oliveira, de 27 anos,o homem suspeito de assassinar a mãe, esquartejar o corpo e escondê-lo na geladeira. após sua prisão o acusado deste crime barbaro foi levado para o Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna( (Cotel), em Abreu e Lima.

Ele atuava como flanelinha na Praça da República, no bairro de Santo Antônio, no Recife, e teria sido reconhecido por um major da Polícia Militar que acionou o Ciods.
Sem documentos, o suspeito foi levado para a Delegacia de Santo Amaro, onde apresentou nome e nome da mãe diferentes e disse ser do Rio de Janeiro. Pressionado, ele confessou o crime.

De acordo com o delegado Cleurinaldo de Lima, como não foi encontrado mandado de prisão expedido contra o suspeito, Jotânio foi detido tomando como base o flagrante de falsidade ideológica.

O crime aconteceu em outubro de ano, na zona leste de São Paulo. Desde então, o rapaz nunca mais foi visto. Após dois meses de investigação, a Polícia Civil de São Paulo concluiu que Jotânio seria o principal suspeito de matar a supervisora Tânia Maria, de 46 anos. O jovem passou a ser procurado depois que a namorada o acusou formalmente, no segundo depoimento dado à polícia. la nega participação no crime.

Na época, vizinhos disseram à polícia que criminosos poderiam ter invadido a casa onde mãe e filho moravam. O cadáver foi encontrado na residência no dia 24 de outubro. Outra filha da vítima teria estranhado a falta de contato com a mãe por quatro dias e arrombou a janela da casa.

Sem encontrar a mãe e sentindo um cheiro forte, chamou a polícia. O corpo, em avançado estado de decomposição, estava na geladeira, que tinha a porta vedada com fita adesiva. O cadáver apresentava marcas de estrangulamento e violência sexual. Na residência, a peritos teriam encontrado ainda sinais de consumo de cocaína.

Com informações do Diário de Pernambuco
Foto: Reprodução Clube

Comentários

Outras notícias