28/12/2016 às 10h15m - Atualizado em 28/12/2016 às 10h20m

Pernambuco terá R$ 603 milhões em projetos para 2017

Os projetos foram aprovados nas áreas de indústria, importação e distribuição, e contemplam os municípios do Cabo de Santo Agostinho, Recife, Abreu e Lima, Caruaru, Vitória de Santo Antão, Venturosa,

Pernambuco conseguiu atrair R$ 1,8 bilhão em investimento este ano, através da redução no Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), concedido por meio do Programa de Desenvolvimento do Estado de Pernambuco (Prodepe). O valor é três vezes maior do que o faturado no ano passado.

A receita já contempla os mais de R$ 603 milhões de investimento dos projetos industriais aprovados na última reunião do ano do Conselho Estadual de Política Industrial, Comercial e de Serviços (Condic). Ao todo, 39 novos projetos receberão incentivos para instalação ou ampliação da capacidade produtiva no estado a partir do próximo ano e vão gerar 1.559 postos de trabalho.

"Graças aos grandes empreendimentos que aqui se instalaram, a exemplo da Baterias Moura, conseguimos sobreviver à tormenta econômica deste ano que chega ao fim”, afirmou o presidente do Condic e secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Thiago Norões.

Entre os maiores empregadores, empresas como a Aché Laboratórios, Akross Representações e Comércio, Personnalite Paper Indústria e Comércio de Papéis e Quality Processos que, juntas, somam 1.070 empregos diretos.

Os projetos foram aprovados nas áreas de indústria, importação e distribuição, e contemplam os municípios do Cabo de Santo Agostinho, Recife, Abreu e Lima, Caruaru, Vitória de Santo Antão, Venturosa, Paulista, Iati, Escada, Paranatama, Camaragibe, Caruaru e Ipojuca.

Na área industrial o destaque é para a Biosintética Farmacêutica, Indústria e Beneficiamento de Cereais Gostosinho Eireli, Nortis Farmacêutica, Thermo Print Etiquetas e Rótulos. A previsão de incentivos por ano é de cerca de R$ 339 milhões, valor para a produção de insumos.

Na área de importação serão sete novos empreendimentos para ampliação e implantação de novas linhas de produtos, com faturamento anual previsto de R$ 160,9 milhões.

Do Pernambuco 247

Comentários

Outras notícias