Black Friday Ubannet

21/12/2018 às 15h01m - Atualizado em 22/12/2018 às 21h08m

Em Recife, professor norte-americano é suspeito de estuprar duas meninas de 11 e 13 anos

Os pais da criança de 11 anos resolveram pedir ajuda à polícia ao descobrirem, através das redes sociais, que a filha tinha feito um programa sexual e postado fotos ingerindo bebida alcoólica.

amercano_preso_por_estupro

A Polícia Civil de Pernambuco autuou em flagrante, na manhã desta sexta-feira (21), um professor norte-americano suspeito de estuprar duas crianças de 11 e 13 anos de idade. O homem de 55 anos, identificado como Paul Steven Perron, teria efetuado um pagamento para que a criança fosse até o flat em que ele mora no bairro de Boa Viagem, Zona Sul do Recife.

Segundo a delegada Beatriz Leite, titular da Delegacia Seccional de Boa Viagem, o professor confessou ter mantido relações sexuais com a criança, acreditando que ambas tivessem entre 14 e 15 anos. Ainda de acordo com a delegada, o americano informou que tinha o hábito de levar menores de idade ao seu flat. Ele reside no Recife há um ano e meio.

A denúncia chegou por meio dos pais da criança de 11 anos, que resolveram pedir ajuda à polícia ao descobrirem, através das redes sociais, que a filha tinha feito um programa sexual. A menina teria postado fotos ingerindo bebida alcoólica, no flat do professor, em seu perfil no Instagram, o que teria chamado a atenção da sua irmã mais velha, de 21 anos.

De acordo com a polícia, a menina de 11 anos teria informado que foi convidada pela amiga de 13 anos para fazer o programa com o norte-americano. Ela teria recebido R$ 350 manter relações sexuais com o docente.

O professor, ainda segundo a Polícia Civil, tem um bom poder aquisitivo e alto padrão de vida, o que permite que ele esteja sempre viajando. Observando o seu passaporte, a polícia constatoiu que o homem tinha vários carimbos de países considerados rotas de turismo sexual e exploração de menores.

A polícia disse que vai continuar as investigações do caso e espera que, com a divulgação da imagem do suspeito, adolescentes e crianças que mantiveram relações sexuais com ele, procurem a Polícia Civil, acompanhada dos pais."Nos procurem para a gente poder esclarecer se há uma rede de pedofilia, se existem pessoas sendo agenciadas e agenciadores", pede a delegada Beatriz.

Resposta da escola

Paul Steven Perron é professor da Escola Americana, localizada no bairro de Boa Viagem. Procuara pela polícia, a instituição respondeu que nunca havia recebido denúncias neste sentido sobre o docente. Ainda segundo o centro educacional, os alunos são "muito monitorados e fiscalizados". 

A escola informou que o professor já foi afastado de qualquer função e que a instituição está à disposição da polícia para colaborar com as investições.

A Escola Americana do Recife informa que está consternada com a notícia das investigações policiais envolvendo o senhor Paul Perron e que esyá à disposição para colaborar com as investigações. Informa também que, de imediato, ele já foi afastado de qualquer função relacionada à instituição.

"Nossa comunidade escolar é fundada sobre a comunicação aberta e o respeito mútuo. É nossa responsabilidade fazer constribuições positivas para a sociedade. Reiteramos o comprometimento da instituição com a contratação de seus profissionais através de um processo seletivo rigoroso. 

Atenciosamente,

Escola Americana do Recife"

Posição do Consulado

O Consulado Geral dos Estados Unidos no Recife respondeu que tomou conhecimento sobre o caso. Em nota, a representação diplomática informou que "nós temos conhecimento de reportagens sobre a prisão de um cidadão americano. Na ausência de autorização por escrito, não podemos compartilhar detalhes sobre casos específicos com a imprensa". 

Da Folha PE

Comentários

Outras notícias