Black Friday Ubannet

15/12/2015 às 15h02m - Atualizado em 15/12/2015 às 15h18m

Pernambuco: Polícia Federal cumpre 3 mandados ligados à Operação Lava Jato

Senador Fernando Bezerra Coelho é um dos investigados na operação. Ex-presidente da Copergás, Aldo Guedes, também é citado na investigação.

 O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, em 2012 (Foto: Valter Campanato/ABr)A Polícia Federal em Pernambuco cumpre, na manhã desta terça-feira (15), três mandados de busca e apreensão no estado como parte da Operação Catilinárias. A ação tem como objetivo o cumprimento de 53 mandados de busca e apreensão expedidos pelo Supremo Tribunal Federal, referentes a sete processos instaurados a partir de provas obtidas na Operação Lava Jato. Um quarto mandado seria cumprido, mas foi cancelado de última hora.

Em Pernambuco, a atuação dos agentes aconteceu nas cidades do Recife, Brejão e Petrolina. Nesta última, o endereço informado pela Polícia Federal é o do escritório político do senador Fernando Bezerra Coelho (PSB), no Centro da cidade.

No Recife, a investida aconteceu em um escritório localizado dentro da loja Grillo's, na Imbiribeira, Zona Sul da cidade. Já em Brejão, a ação da PF ocorreu na Agropecuária Nossa Senhora de Nazaré, localizada na Fazenda Esperança. O ex-presidente da Copergás, Aldo Guedes, nome ligado ao ex-governador Eduardo Campos (PSB), é sócio das duas empresas investigadas.

Em julho, a PF já havia cumprido mandados de busca e apreensão contra Fernando Bezerra Coelho e Aldo Guedes como parte da Operação Politéia, um dos desdobramentos da Operação Lava Jato. Na ocasião, os federais estiveram na casa do senador, no bairro de Boa Viagem. Já o então presidente da Copergás pediu afastamento para se defender das acusações à época.

A assessoria do senador Fernando Bezerra Coelho divulgou nota na qual diz reiterar a "confiança no trabalho das autoridades". O texto também afirma que o senador continua à disposição para "colaborar com os ritos processuais e fornecer todas as informações que lhe forem demandadas".


As informações são do G1 Pernambuco

Comentários

Outras notícias