Black Friday Ubannet

09/12/2017 às 08h01m - Atualizado em 09/12/2017 às 08h36m

Duas pessoas de uma família são mortas e 3 ficam feridas em Ipojuca

Com a morte do condutor, o carro se descontrolou e bateu em outros três veículos que estavam estacionados em frente à UPA

iml-policia_cientifica

Com informações do JC Online

Cinco pessoas de uma mesma família sofreram uma tentativa de homicídio na PE-60, em Ipojuca, no Grande Recife, na noite dessa quinta-feira (7). De acordo com o 18º Batalhão da Polícia Militar, duas foram mortas e outras três ficaram feridas em frente à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município. O crime, de acordo com policiais, pode ter sido motivado por uma dívida.

A família de Eliane Maria Barbosa da Silva, 44 anos, alugou um carro, modelo Punto, de José Roberto da Silva, 40, para fazer feira em um supermercado, no bairro de Prazeres, em Jaboatão dos Guararapes, também no Grande Recife. No veículo, além de Eliane e José Roberto, estavam Weverton Henrique Barbosa da Silva, 19, Maria de Fátima Félix da Silva, 63, e um garoto de 10 anos de idade.

O automóvel alugado pela família seguia pela PE-60, quando um veículo não identificado, de cor preta, emparelhou com o ele. Na altura da UPA de Ipojuca, os suspeitos armados, que estavam no carro preto, atiraram contra o veículo da família. Eles atingiram e mataram o motorista, José Roberto, e a dona de casa Eliane Maria. Weverton Henrique, filho de Eliane, também foi baleado na ação.

Com a morte do condutor, o carro se descontrolou e bateu em outros três veículos que estavam estacionados em frente à UPA: dois carros do modelo Corsa e uma van. Com a batida, Weverton, Maria de Fátima e a criança ficaram feridos. Os suspeitos conseguiram fugir.

Dívida pode ter sido o motivo
Weverton foi levado para o Hospital da Restauração, na área central do Recife. Ele está internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), mas está estável e consciente.

Maria de Fátima e o garoto foram socorridos na própria UPA de Ipojuca. O marido de Eliane disse não saber o motivo do crime. A polícia acredita que o crime tenha a ver com uma dívida do filho de José Roberto da Silva. O caso está sob investigação.

Comentários

Outras notícias