03/12/2016 às 00h01m - Atualizado em 03/12/2016 às 01h29m

Policiais precisam empurrar viatura para ela funcionar

Situação aconteceu na frente da Delegacia de Polícia Civil de Garanhuns.

Foto: TV Asa Branca

Policiais civis precisam se unir para empurrar uma das viaturas para que ela funcione. As imagens foram flagradas pela TV Asa Branca no final da semana passada na frente da Delegacia Seccional de Garanhuns, no Agreste de Pernambuco. Outras viaturas foram encontradas com o farol quebrado, o para-brisa trincado, com problemas para abrir as portas por dentro e por fora, além de dificuldades para abrir o porta-malas.

A Secretaria de Defesa Social informou que já foram substituídas 211 viaturas nas Diretorias Integradas do Interior. Em nota, a SDS disse que "especificamente para Policia Civil, 36 novos veículos já estão no Galpão da Comissão de Reaparelhamento em Recife, concluindo a montagem de equipamentos e checagem final, para em seguida serem entregues às unidades policiais".

Um policial, que optou por não se identificar, disse à TV Asa Branca que problemas no carro da polícia impossibilitaram uma perseguição após um assalto. "Saímos em perseguição, ficou impossível. O carro não desenvolvia velocidade compatível para acompanhar esse veículo [dos criminosos]. Não foi possível pegar [os suspeitos] por conta da viatura, se fosse uma viatura em condição, um carro mais veloz. Que tenha potência de motor e pneus apropriados. Teríamos tido êxito na missão", afirmou o policial.

De acordo com o este representante do Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco, o Sinpol, as viaturas deveriam ser trocadas a cada dois anos, mas muitas delas permanecem por muito mais tempo. "Viatura é uma das ferramentas essenciais no trabalho da polícia. Se tiver uma ocorrência e precisar o carro em velocidade você não tem segurança", explicou Artur Pedro.

Do G1 Caruaru

Comentários

Outras notícias