Black Friday Ubannet

28/11/2016 às 06h27m

No Arruda, Santa Cruz faz 5X1 no Grêmio

O Santa Cruz volta aos gramados no próximo domingo, diante do São Paulo, no Morumbi. Será o último jogo da Série A 2016.

Foto: Anderson Stevens/Folha de Pernambuco

O Santa Cruz ainda tem um jogo a cumprir no Brasileirão Série A, mas a melhor despedida aconteceu neste domingo, diante do Grêmio. Foi um jogo histórico, que ficará na memória do clube. Era a última partida da temporada 2016 no Arruda, diante dos torcedores corais. O Mais Querido não decepcionou. Emplacou uma goleada no adversário gaúcho, pelo placar de 5x1.

Pode ter sido, também, a última apresentação de alguns ídolos do atual elenco com a camisa tricoor. Keno jogou muito, mais uma vez, e foi aplaudido de pé na saída do campo. João Paulo, ao final do jogo, afirmou: "Eu amo esse clube. Se eu sair agora, espero voltar um dia. Sou muito feliz aqui".

Após o apito final, este era o clima no Arruda. Reflexo do que a equipe construiu dentro de campo. O primeiro tempo foi morno. Os dois tiveram boas oportunidades, mas de forma esporádica. O resultado, no intervalo, era de 0x0. Na segunda etapa, a intensidade foi bem maior. Logo aos três minutos, Grafite abriu o placar, aproveitando um cruzamento perfeito de Keno. O Grêmio empatou logo depois, aos seis, com Miller Bolaños.

Bem organizado taticamente, trocando bons passes no meio de campo e chegando forte pelas laterais, o Santa Cruz não desanimou. Aos 15, Léo Moura aproveitou o rebote em finalização de Grafite e desempatou o jogo. Na reta final, o Santa Cruz foi avassalador. Um gol atrás do outro. Roberto, de falta, marcou o terceiro, aos 40; Grafite, novamente de cabeça, aos 44; e Arthur, chutando no cantinho, aos 45.

Placar final de 5x1.

O Santa Cruz volta aos gramados no próximo domingo, diante do São Paulo, no Morumbi. Será o último jogo da Série A 2016. Mas a goleada contra o Grêmio já é suficiente para renovar os ânimos. E fazer crescer a convicção de que, em breve, o Tricolor estará de volta à elite do futebol brasileiro.

Comentários

Outras notícias