Black Friday Ubannet

27/11/2018 às 08h44m - Atualizado em 27/11/2018 às 11h05m

Buscando resolver a polêmica territorial entre Timbaúba e Ferreiros, prefeito Ulisses Felinto e técnicos do Condepe/Fidem percorrem os pontos cartográficos delimitados erradamente pelo PE3D

A Prefeitura de Timbaúba alega que esses pontos foram marcados em locais errados e uma nova medição foi solicitada. A nascente do Riacho do Ganzá e o Açude do Bicho são os pontos divergentes

A polêmica envolvendo os limites territoriais de Timbaúba e Ferreiros ganhou mais capítulo nesta segunda-feira (26). O representante da Agência Estadual de Planejamento e Pesquisa (Condepe/Fidem), José Gleidson Dantas da Cunha, compareceu a Timbaúba e revisou os limites territoriais dos dois municípios. Em disputa estão partes dos territórios dos bairros de Sapucaia e Ozanã de Oliveira. Lembrando que essa discordância vem se arrastando há mais de dois meses.

O prefeito de Timbaúba, Ulisses Felinto, se mostrou empenhado em não perder partes dessas comunidades e disse ao site Timbaúba Agora que os pontos cartográficos utilizados como referencial pelo denominado PE3D, foram marcados em locais errados pelos técnicos da estatal. Por isso que foi solicitado pelo gestor do município uma nova medição utilizando os pontos certos.

sapucaia-revisao_limites_2

Fotos: Timbaúba Agora

Estamos nessa luta junto com o Condepe/Fidem e foi muito importante a vinda dos representantes desta instituição para Timbaúba para que possam ser tiradas algumas dúvidas. Eu só quero falar quando for oficializada para não criar falsas expectativas na população. Mas estamos nesta luta e espero que mais o rápido possível acabe essa discordância”, disse o prefeito de Timbaúba, Ulisses Felinto, a reportagem do Timbaúba Agora.

sapucaia-revisao_limites_4

Representantes do Condepe/Fidem foram em busca de elementos de paisagem, como por exemplo, o Açude do Bicho e a nascente do Riacho Ganzá, para que algumas dúvidas sobre as demarcações fossem esclarecidas. O próximo passo será organizar as informações coletadas com essa revisão territorial e os representantes dos dois municípios serão convocados para uma reunião na Sede da Agência Estadual de Planejamento e Pesquisa (Condepe/Fidem). Na oportunidade, serão apresentados os resultados do levantamento de campo. A partir desta reunião, que acontecerá em breve, será encontrado um caminho para definição dos limites dos dois municípios.

sapucaia-revisao_limites_3

A única dúvida é encontrar de fato na cartografia onde se localiza o que a Lei diz está presente e definir o que Ferreiros e o que é Timbaúba”, disse José Gleidson Dantas, representante do Condepe/Fidem.

Os representantes da estatal alegam que o mapeamento Tridimensional (PE3D) utilizou como referência a carta cartográfica da Sudene do ano de 1972, cujo ponto, no Açude de Sossego, localizado na propriedade rural do mesmo nome, de acordo com comitiva de Timbaúba foi utilizado erradamente. Ele fica distante aproximadamente 1.800 metros do Açude do Bicho, no Engenho Verdum, onde seria o local verdadeiro. Sendo assim, o PE3D trocou o Açude do Bicho pelo Açude de Sossego.

sapucaia-revisao_limites_1

O local exato da nascente do Riacho do Ganzá é outro ponto de divergência. Para os técnicos do Condepe/Fidem, o riacho em questão nasce em um açude por trás da Faculdade, já a comitiva timbaubense liderada pelo prefeito Ulisses, aponta outro local que seria na comunidade de Ozanã de Oliveira. Ou seja, cerca de 650 metros do lugar indicado pela Agência Estadual de Planejamento e Pesquisas de Pernambuco.

Todo material informativo de campo coletado será analisado nos próximos dias pela equipe do Condepe/Fidem e nos próximos dias teremos mais um capítulo desta polêmica. Dessa forma, com o envolvimento efetivo do chefe do Executivo de Timbaúba, não medindo esforço para corrigir os pontos limítrofes entre os dois municípios, certamente o início de Ferreiros será definitivamente na lateral esquerda do Posto Japhelândia. A maior parte de Sapucaia e toda comunidade do Ozanã, o posto de combustível, a faculdade, a loja de material de construção, Comercial Menezes e a ETE Miguel Arraes de Alencar ficarão em território timbaubense.  

sapucaia-revisao_limites_5

Além dos representantes do Condepe/Fidem e do prefeito de Timbaúba, Ulisses Felinto, participaram da comitiva para corrigir os pontos limítrofes: o prefeito de Ferreiros, Bruno Japhet; o representante do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), João Helio Beserra Guerra; Vereadores de Timbaúba, Tarcísio Batista, Fellipe Vasconcelos, Josinaldo Barbosa (Presidente da Câmara Municipal de Timbaúba), Marileide Rosendo (Balazinha), Nina de Marinaldo da Geladeira e Paulinho de Genésio e antigos moradores próximos dos limites em discursão.

Saiba mais sobre a polêmica envolvendo os limites territoriais de Timbaúba e Ferreiros clicando AQUI

Texto: Reginaldo Silva/Timbaúba Agora

                                                  

           

 

 

 

 

Comentários

Outras notícias