Black Friday Ubannet

26/11/2016 às 08h41m - Atualizado em 30/11/2016 às 22h21m

Cidade do medo: Tiroteio na comunidade Ozanan de Oliveira deixa um homem morto e outro ferido na noite desta sexta (25)

Timbaúba registra o 36º homicídio em 2016 e o quinto do mês de novembro. O número de vítimas de crimes letais no município já é o dobro do ano passado.

Esse é o ano mais violento das últimas duas décadas. Em 2014 foram 17 homicídios e 18 em 2015, faltando 35 dias para finalizar 2016, Timbaúba já registra o dobro de mortes do ano passado e já ultrapassa o ano 2004 que obteve 35 homicídios em 12 meses.

A população de Timbaúba ainda continua amedrontada com os frequentes crimes que acontecem no município nos últimos meses. Nesta sexta-feira (25) não foi diferente e duas pessoas foram baleadas, com uma das vítimas falecendo logo em seguida.

A Polícia Militar informou ao Timbaúba Agora que por volta das 20 horas, na Rua Bigode, no Bairro Ozanã, o caseiro Marcílio Ferreira da Cruz, 27 anos, foi morto a tiros. Ele foi atingido na região do tórax, rosto e perna esquerda. Marcílio ainda foi socorrido para UPA de Timbaúba, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Durante o tiroteio foi baleado nas costas, Damião Martins dos Santos, de 45 anos. Ele foi transferido para o Hospital da Restauração, no Recife.

Uma pessoa acusada de ter cometido o crime foi detida e levada para a Delegacia de Polícia de Plantão de Goiana onde prestou depoimento sobre o ocorrido. A Polícia Civil realizou o levantamento cadavérico e em seguida o corpo foi encaminhado para o IML, no Recife.

Outros assuntos sobre a violência em Timbaúba:

Cidade do medo

Com este homicídio registrado na desta sexta-feira 25 de novembro, na comunidade de Ozanan de Oliveira, subiu para 36, segundo dados atualizados pela SDS, o número de mortes só este ano em Timbaúba. Fazendo uma conta rápida, se até o final do ano não for registrado mais nenhum homicídio, isso dará três homicídios por mês (média altíssima para uma cidade deste porte), isso significa que a taxa de homicídio em Timbaúba é 67,1 assassinatos por cem mil habitantes, duas vezes e meia a média nacional.

As pessoas estão com medo de sair de casa para trabalhar, estudar, fazer compras e até de se divertir, principalmente à noite. O comercio do município está perdendo clientes por causa dessa violência, alunos estão perdendo aulas. Vários cidadãos timbaubenses já sofreram algum tipo de violência próximo a residência, quando retornava dos estudos ou enquanto trabalhava,

Estatística da violência
Homicídios 2014 Homicídios 2015 Homicídios 2016 Taxas por 100 mil hab. 2014 Taxas por 100 mil hab. 2015 Taxas por 100 mil hab. 2016 Variação (%)
Timbaúba 17 18 36 31,7 33,5 67,1 +100%
Pernambuco 3.315 3.749 x 35,7 40,1 + 12,3%
Brasil 54.023 52.463 x 26,6 25,7 - 3,7%

A crescente onda de violência nos últimos dias vem assustando os moradores do município de Timbaúba. A população pede atitude urgente as autoridades policiais, ao gestor, aos deputados votados no município e ao governador Paulo Câmara para evitar que mais trabalhadores e pais de famílias fiquem refém do medo e da violência.

Todos os dias a imprensa local noticia crimes em Timbaúba, seja crimes contra a vida ou contra o patrimônio. Comerciantes estão assustados seja por causa dos assaltos a luz do dia ou pelos arrombamentos a noite, vários donos de bares e restaurantes não estão abrindo a noite, os que se arriscam fecham mais cedo. Estudantes do turno da noite também estão amedrontados, principalmente os universitários que estudam em outras cidades e retornam quase de madrugada para suas residências.

A população indignada faz apelo as autoridades policiais e lideranças políticas votadas em Timbaúba para que encontrem uma solução imediata.

Comentários

Outras notícias