Black Friday Ubannet

18/11/2015 às 10h54m

Estado abre 21.026 vagas para novatos nas escolas integrais

Matrículas vão até 18 de dezembro, exclusivamente pela internet. Preenchimento é por ordem de inscrição

Alunos da Erem Nóbrega têm aulas práticas em laboratórios toda semana / Foto: Ashley Melo / JC ImagemAlunos da Erem Nóbrega têm aulas práticas em laboratórios toda semana

Jovens que concluem a 9ª série este ano e querem ingressar, em 2016, nas escolas integrais do Estado para cursar o ensino médio contam com 21.026 novas vagas. As matrículas começaram ontem e vão até 18 de dezembro. Para toda a rede estadual são ofertadas 35.828 vagas no ensino fundamental e 73.351 no ensino médio (regular e integral). O preenchimento é por ordem de inscrição e apenas online (www.educacao.pe.gov.br).

“A cada ano, com a melhora dos nossos indicadores, percebemos o crescimento da procura pelas vagas nas escolas integrais. Primeiro abrimos para nossos alunos que estão terminando o ensino fundamental. Depois a prioridade é o aluno egresso das redes municipais. Só depois definimos as vagas para os demais candidatos”, explica o secretário de Educação de Pernambuco, Frederico Amancio.

Desse total de vagas nas escolas de referência, 9.116 estão na Região Metropolitana do Recife e 11.910 no interior. São disponibilizadas para, por exemplo, quem saiu da rede privada, aqueles que desistiram de estudar ou o aluno que vem de outro Estado.

Há colégios como o Ginásio Pernambucano, na Rua da Aurora (Centro do Recife), que não estão na lista de opções para matrícula. “Isso ocorre porque todas as vagas de novatos foram ocupadas por alunos da rede estadual ou das redes municipais”, justifica o secretário de Educação.

Na Erem Nóbrega, localizada no bairro da Encruzilhada, Zona Norte do Recife, a busca por vagas começa cedo. “Em agosto já temos pais procurado informações, querendo saber se teremos novas vagas”, diz a gestora da unidade de ensino, Andréa Vieira. A escola tem 506 alunos. As aulas acontecem de segunda à sexta-feira das 7h30 às 17h.

Além do currículo regular, os jovens têm aulas de reforço e participam de projetos interdisciplinares. Teatro, música, dança, biotecnologia e empreendedorismo são algumas das opções. Nos dois primeiros anos do ensino médio os jovens estudam inglês e espanhol. No 3º ano escolhem um dos dois idiomas. O colégio dispõe de biblioteca e laboratórios de química, biologia, física e matemática.

“Assim que entrei, no 1º ano, chorava todos os dias porque não estava acostumado a ficar o dia todo na escola. Depois fui me acostumando e hoje gosto. Temos excelentes professores, o ensino é ótimo”, destaca Matheus Leite, 17 anos, concluinte do ensino médio.

Em Pernambuco há atualmente 300 escolas integrais com cerca de 148 mil alunos matriculados. É a maior rede pública de ensino integral do País (a segunda é São Paulo). Em todos os 184 municípios do Estado e no arquipélago de Fernando de Noronha há pelo menos um colégio de referência.

“Este ano e em 2016 estamos no processo de consolidação das 300 escolas integrais por isso não foram criadas novas escolas nesse modelo, o que deve voltar a acontecer em 2017”, observa Frederico Amancio.


As inforamções são do JC Oline
Foto: Ashley Melo / JC Imagem

Comentários

Outras notícias