Black Friday Ubannet

13/11/2016 às 10h39m

Com erros de arbitragem, Náutico perde do Avaí (SC) por 3x0

Resultado obriga o Timbu a vencer os próximos adversários – Tupi (MG) e Oeste (SP) - e ainda torcer por tropeços dos rivais para seguir em busca do acesso à Série A

O Náutico tinha diante do Avaí (SC), neste sábado, na Ressacada, a chance de voltar ao grupo dos quatro times que vão disputar o Brasileiro da Série A, ano que vem. Porém, prejudicado por erros de arbitragem do gaúcho Diego Almeida Real, principalmente no primeiro tempo, quando marcou uma falta e um pênalti inexistentes que resultaram em gols dos donos da casa, o Timbu perdeu por 3x0 e segue na quinta colocação do Brasileiro da Série B, com 57 pontos.

Foi a terceira derrota seguida do Alvirrubro fora de casa que, para subir de divisão, terá que vencer os jogos restantes da competição contra o Tupi (MG), sábado que vem, em Juiz de Fora (MG), e contra o Oeste (SP), dia 26, na Arena de Pernambuco. De quebra, time ainda terá que torcer por tropeços dos adversários que estão mais bem classificados.

Como era de se esperar em um jogo decisivo pela Segundona, ambas as equipes entraram em um ritmo forte e caprichando na marcação. Por isso, só aos 10, o Avaí deu a sua primeira beliscada. Diego Jardel cruzou e Rômulo chutou. A bola desviou em Rafael Pereira e foi para escanteio. Marquinhos cobrou e a defesa timbu afastou.

Aos poucos, o Náutico foi adiantando a marcação e passou chegar com mais perigo ao gol adversário. Aos 17, Vinícius cobrou escanteio, mas Rafael Pereira cabeceou para longe do gol. Dois minutos depois, Bergson sofreu falta na intermediária. Vinícius cobrou forte e goleiro Renan teve que se esforçar para fazer a defesa. Na sequência, Rodrigo Souza não conseguiu aproveitar o rebote. Não demorou e, aos 21, Vinícius recebeu de Rony e acabou derrubado por Marquinhos próximo a grande área. Marco Antônio cobrou e a bola bateu na barreira.

A resposta do Avaí veio em grande estilo, mesmo com erro grave de arbitragem. Aos 24, Igor Rabello tentou afastar a bola de carrinho e o árbitro Diego Almeida Real (RS) acabou “vendo” falta que não houve no atacante Rômulo. O veterano Marquinhos, 35 anos, cobrou com categoria e fez 1x0 para os donos da casa. A pressão continuou e, aos 35, Marquinhos cobrou escanteio e Diego Jardel, livre, chutou em cima da defesa.

Melhor, o Leão seguiu ameaçando a meta defendida por Julio Cesar. Em lance seguinte, Rafael Pereira fez falta em Renato. Marquinhos cobrou e a bola explodiu no travessão. Aos 44, Renato arriscou de fora da área e a bola passou com perigo. Dois minutos depois, Rômulo chutou a perna de Igor Rabello e caiu na área. O árbitro gaúcho errou novamente e marcou pênalti. Marquinhos cobrou e fez 2x0 para o Leão, que abriu boa vantagem na etapa inicial.

No segundo tempo, Givanildo Oliveira tentou dar novo gás ao Náutico colocando Maylson em lugar de Marco Antônio e Tiago Adan no de Rodrigo Souza. Logo no primeiro minuto, Maylson chutou e a bola foi para fora. Aos 4, Diego Jardel fez jogada individual e chutou para defesa de Julio Cesar. Em seguida, nova resposta timbu: Bergson cruzou a e Rony chutou a bola desviou na defesa e foi para fora.

Aos 6, porém, Renato entrou pela direita em velocidade e cruzou. Rômulo tocou para o fundo do gol fazendo 3x0 para o Avaí. Aos 18, Maylson entrou na área e chutou. O goleiro Renan evitou o pior. Aos 30, Maylson fez falta em Marquinhos e acabou expulso
.

Márcio Cruz/Comunicação Náutico

Comentários

Outras notícias