11/11/2014 às 04h19m - Atualizado em 11/11/2014 às 11h42m

Pernambuco impedido de contrair empréstimos

A razão para o impedimento está no fato do Governo Federal não ter renovado o Plano de Ajuste Fiscal (PAF) referente ao período 2014-2016.

O Governo de Pernambuco está impedido de contrair novos empréstimos até o final deste ano. A razão para o impedimento está no fato do Governo Federal não ter renovado o Plano de Ajuste Fiscal (PAF) referente ao período 2014-2016. A expectativa da administração estadual é que o PAF seja renovado a tempo de beneficiar o primeiro ano de gestão do governador eleito Paulo Câmara (PSB), em 2015. Apesar da não renovação do PAF, o secretário de Planejamento e Gestão, Fred Amâncio, disse que não haverá impacto sobre o exercício de 2014.

Segundo o Jornal do Commercio, a data limite para a renovação do PAF era 31 de outubro. Como isso não aconteceu, o Estado está impedido legalmente de contrair novos empréstimos neste ano. A renovação do PAF vem sendo tratada diretamente pelo Governador João Lyra Neto (PSB) desde que assumiu o Executivo estadual, em abril deste ano. A expectativa inicial era que a liberação acontecesse até o dia 15de junho, o que acabou não se concretizando.

O assunto fez parte da campanha eleitoral quando os socialistas apontaram que a não renovação do PAF poderia ser uma retaliação pelo fato do PSB ter deixado a base governista e lançado candidato próprio à Presidência da República no primeiro turno das eleições. No segundo turno o partido apoiou a candidatura de Aécio Neves (PSDB).

Comentários

Outras notícias