Black Friday Ubannet

09/11/2016 às 11h26m - Atualizado em 09/11/2016 às 11h58m

Mais um jovem é assassinado em Timbaúba, crime aconteceu na noite da última segunda (7)

Esse foi o 32º homicídio registrado no município só neste ano de 2016. Taxa de crimes contra a vida em Timbaúba é o dobro da média nacional.

Josivan José da Silva Júnior, 19 anos, foi morto a tiros na comunidade de Nova Queimadas, em Timbaúba. Ele foi atingido na cabeça e encontrando ainda pela Polícia Militar agonizando no local.

O jovem foi socorrido para UPA do município, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. A PM informou ao Timbaúba Agora, que 13 papelotes de maconha foram encontrados ao lado do corpo dele. Também estavam próximos ao corpo uma quantia em dinheiro, celular e uma motoneta.

O material foi apreendido e levados para Delegacia de Plantão em Nazaré da Mata. O corpo de Josivan foi levado para o IML, no Recife. O autor do crime até o momento não foi identificado pela polícia.

O caso foi registrado e será investigado pela 46ª Delegacia de Polícia de Timbaúba.

Números da violência em Timbaúba

Nos dois primeiros meses deste ano não foi registrado nenhum crime contra a vida em Timbaúba. Levando em consideração que 32 pessoas foram mortas no município entre os meses de março a novembro, ou seja, em menos de nove meses, isso dá uma média de 3,55 homicídios por mês, praticamente uma vítima de crime letal intencional por semana. Fazendo uma conta rápida, se até o final do ano não for registrado mais nenhum homicídio, nos doze meses do ano, dará 2,66 homicídios por mês. Isso é uma média altíssima para uma cidade deste porte.

Vejamos, Timbaúba com 53.581 habitantes (IBGE/2015), registrando 31 homicídios por ano (se não houver mais nenhum até o final de dezembro), daria cerca de 59,72 assassinatos por cem mil habitantes, ou seja, mas do dobro da média histórica nacional que é de 29,1.

Em 2014, o Brasil bateu seu próprio recorde histórico de crimes contra a vida, foram 59.627 registros, o que equivale a uma taxa de homicídios de 29,1 (a taxa é calculada por 100 mil habitantes). Esse índice ainda hoje é considerado epidêmico pela Organização das Nações Unidas (ONU). Segundo levantamento do Fórum Brasileiro de Segurança, 58.383 foram mortas no país em 2015.

O que diria a ONU sobre a pacata Timbaúba com o dobro da média nacional?

A crescente onda de violência nos últimos dias vem assustando os moradores do município de Timbaúba. A população pede atitude urgente as autoridades responsáveis pela segurança pública do município e ao Governo do Estado para evitar que mais pessoas sejam vítimas dessa violência e tenham suas vidas ceifadas.

Assuntos relacionados

Comentários

Outras notícias