Black Friday Ubannet

06/11/2016 às 09h44m

Náutico perde para o CRB no Rei Pelé, em Maceió

Derrota por 1x0 deixou o Timbu fora da zona de classificação à elite do futebol nacional

Um gol legítimo de Tiago Adan anulado, ainda no primeiro tempo, a queda de ritmo, além de uma falha fatal na saída de bola na etapa final, que resultou em gol de Matheus Galdezani, foram os fatores que definiram a derrota do Náutico por 1x0 para o CRB (AL), neste sábado (5), no estádio Rei Pelé, em Maceió. Com o resultado, o Timbu, que recebe o Goiás, terça-feira, às 20h30, na Arena de Pernambuco, deixou o G4 da Segunda Divisão nacional.

Com o apoio de cerca de três mil torcedores, o Náutico, com 54 pontos, tentou iniciar o confronto no campo de jogo do CRB. Logo no primeiro minuto, Diego fez falta em Rony pela direita, Marco Antônio cobrou e Flávio Boaventura afastou. Em jogo de muita marcação, as chances não eram frequentes. Só aos oito minutos, Negretti mandou bola para a área e Marcos, mesmo sem perigo algum de gol, mandou para escanteio. Vinícius cobrou e Zé Carlos, que estava ajudando a defesa, afastou. E foi do próprio Zé Carlos, logo em seguida, a primeira chance de gol dos donos da casa. Porém, a cabeçada foi para longe do gol.

Apesar do jogo truncado, com o CRB abusando das faltas, o Timbu, com mais posse de bola, conseguiu chegar ao gol, aos 18 minutos. Tiago Adan recebeu de Mateus Muller na área em condição legal e tocou para o fundo do gol de Júlio César: 1x0. Porém, o árbitro Alinor Silva da Paixão (MT) atendeu a marcação errada de impedimento marcado pelo seu assistente Marcelo Grando (MT) e prejudicou o hexacampeão pernambucano.

Após o lance, o jogo caiu de ritmo e, só aos 30 minutos, o Náutico chegou mais uma vez em um chute de Vinícius de fora da área. Bem colocado Júlio César defendeu. Aos 35, Tiago Adan recebeu lançamento de Negretti e, de cabeça, ajeitou para Marco Antônio, que, livre na área, errou o chute perdendo uma boa chance de abrir o placar. Aos 38, Tiago Adan se livrou da marcação, mas chutou na rede pelo lado de fora.

No segundo tempo, o CRB voltou melhor e foi logo ameaçando a meta de Julio Cesar, aos 30 segundos, em chute de Gerson Magrão. No entanto, a resposta do Náutico foi rápida. Aos dois minutos, Rony sofreu falta pela esquerda. Marco Antônio cobrou e Júlio César fez boa defesa para os donos da casa. Aos 14, Marco Antônio cobrou nova falta e Zé Carlos mandou para escanteio. Marco cobrou e Zé Carlos cortou mais uma.

O CRB mexeu e logo no primeiro lance, aos 17, Weliton Júnior entrou livre na área, mas bateu errado mandando para fora uma ótima chance de colocar seu time em vantagem. Também na intenção de deixar o Náutico mais ofensivo, Givanildo Oliveira mexeu na equipe, aos 24 minutos. Jefferson Nem entrou para a saída de Tiago Adan. A mexida deixou o time com mais velocidade na frente, mas só aos 27, em chute de Vinícius, houve nova chance para o Timbu.

Aos 34, porém, em falha na saída de bola de Marco Antônio, a bola sobrou para Matheus Galdezani entrar livre e chutar no canto direito de Julio Cesar e abrir o placar para os donos da casa. Logo em seguida, em nova tentativa do comandante alvirrubro saíram, respectivamente, Negretti e Marco Antônio para as entradas de Esquerdinha e Yuri Mamute. A melhora foi tímida e, aos 42, Rony fez jogada individual, mas chutou para fora.

Márcio Cruz/Comunicação Náutico

Comentários

Outras notícias