GB Bateiras

04/11/2014 às 09h35m - Atualizado em 06/11/2014 às 00h22m

Novembro de alerta para o câncer de próstata

Mês contará com ações de conscientização, mutirões e exames a respeito da doença

O câncer de próstata é a segunda forma de manifestação da doença que mais afeta os homens. Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), 2.560 pacientes foram diagnosticados com a enfermidade, este ano, em Pernambuco. Em todo o País, a previsão é de que 68,8 mil novos casos surjam em 2015.

Por conta disso, este mês é especialmente dedicado à conscientização sobre esse mal, que afeta os homens em quantidade menor apenas que o número de casos de câncer de pele. Assim como no Outubro Rosa, voltado ao alerta sobre os perigos do câncer de mama, o Novembro Azul contará com mutirões e exames.

A iluminação de prédios públicos na cor característica da campanha também será uma constante ao longo dos próximos 30 dias. Nesta segunda-feira (3), o prédio da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) já estava integrado às ações.

A doença
O câncer de próstata é uma doença silenciosa. Seus primeiros sintomas aparecem em seu estado avançado. O ideal e mais recomendado pelos médicos é que homens acima de 50 anos realizem os exames de prevenção. Quem tem histórico desse tipo de câncer na família tem o dobro de chances de também desenvolver a doença e, por isso, os cuidados devem ser feitos a partir dos 45 anos.

Os homens que procuram fazer os exames têm duas alternativas. A tradicional e mais conhecida, o toque, realizado isoladamente, identifica apenas 20% dos casos. Juntamente com o exame de sangue, que analisa os níveis de PSA, um tipo de enzima que tem características que reconhece tumores, o diagnóstico se torna mais específico. Apenas realizando a biópsia da próstata é que se obtém a certeza da presença do tumor.

Comentários

Outras notícias