02/11/2014 às 09h34m - Atualizado em 04/11/2014 às 14h46m

Tadeu Alencar reafirma que o PSB será oposição

O deputado federal eleito afirma que oposição do PSB será firme e responsável

Através da rede social Facebook o chefe da Casa Civil de Pernambuco e deputado federal eleito, Tadeu Alencar, voltou a dizer que o PSB será um partido de oposição ao governo Dilma Rousseff. No texto o socialista diz respeitar a opinião das pessoas que não concordaram com o posicionamento do partido em apoiar o candidato do PSDB a Presidência da República no segundo turno das eleições.

Tadeu ressaltou a necessidade de respeitar a opinião soberana do povo que reelegeu a atual presidente. Ele afirma que a oposição do PSB ao governo petista será “uma oposição firme mas também responsável, que não recuse apoiar o que for de interesse do País e em sintonia com o ideário democrático, de esquerda e popular, que de longa data marcam a história do Partido Socialista Brasileiro”.

Confira a nota na íntegra:

Caros,

O outubro eleitoral se finda hoje. Tínhamos um projeto nacional com Eduardo Campos e depois com Marina Silva, por discordar dessa estéril polaridade PT x PSDB, que não logrou ir ao segundo turno. Diante deste, nos posicionamos de modo claro, expondo as razões de ordem política que motivaram tal posição e acompanhando a decisão adotada pelo meu partido, o PSB, de voto em Aécio Neves. Respeitamos a opinião dos que entenderam de maneira diversa. No último domingo a maioria doa eleitores deu mais um mandato à Presidente Dilma Rousseff. Temos que respeitar a soberana vontade das urnas, mostrando-se sintomático que tenha sido a mais acirrada das eleições, desde a redemocratização. Em seu primeiro pronunciamento após reeleita, a Presidente reconheceu que precisa melhorar o seu Governo, que precisa de diálogo - que não aconteceu - e que urge impulsionar uma agenda de reformas que a sociedade reclama com o vigor que inundou as ruas. O veredicto das urnas nos colocou na oposição. É onde vamos estar, sabendo da responsabilidade que nos cabe de fiscalizar o novo Governo e de contribuir com uma reforma política ampla e radicalmente democrática. Vamos fazer uma oposição firme mas também responsável, que não recuse apoiar o que for de interesse do País e em sintonia com o ideário democrático, de esquerda e popular, que de longa data marcam a história do Partido Socialista Brasileiro. Sem aviltantes adesismos de ocasião, mas sem radicalismos que não servem ao enfrentamento de graves problemas sociais, econômicos e políticos que pairam nos céus do Brasil. Sei que algumas das posições que firmamos no 2. Turno desagradaram a alguns companheiros. Mas vejo, fazendo uma retrospectiva de todos os compromissos que assumimos na campanha eleitoral, que permanecem intactos, sólidos, hígidos, todos eles, em especial a defesa da ética, a visão republicana, o combate às desigualdades e injustiças sociais e a luta por políticas públicas, em especial na educação, que transforme a realidade de um País tão rico, tão pobre, como o Brasil. O meu mandato - que pertence ao povo de Pernambuco - não fechará o olho para tornar viva cada palavra, cada promessa proferida em público ou em privado para angariar a larga confiança que me elegeu. Seguirei atento ao ideal libertário de Pernambuco e ao sentimento dos meus companheiros. Mais uma vez: farei um mandato coletivo e transparente. Como deve ser. Sejamos tolerantes e democráticos.

A vida é curta mas também é bela!

Recife, 31 de outubro de 2014

Tadeu Alencar

Deputado Federal eleito

(PSB/PE)


Com informações do Leia Já

Foto: Reprodução/Facebook

Comentários

Outras notícias