Black Friday Ubannet

29/10/2017 às 15h05m - Atualizado em 30/10/2017 às 08h27m

Jeep Compass completa um ano e chega ao mercado argentino por Suape

Os veículos saem pelo Porto de Suape com destino ao Porto de Zárate, nas cercanias de Buenos Aires, capital do país vizinho.

jeep_renegade_em_suape

Mais um produto 100% pernambucano chega com destaque ao mercado externo. O Jeep Compass, terceiro modelo fabricado na unidade da Fiat Chrysler Automobiles (FCA), no Polo Automotivo de Goiana, completou um ano do início de sua produção e começou a ser comercializado em larga escala na Argentina há algumas semanas. Os veículos saem pelo Porto de Suape com destino ao Porto de Zárate, nas cercanias de Buenos Aires, capital do país vizinho.

 A montadora utiliza o atracadouro pernambucano como porta de saída de suas mercadorias desde 2015, quando outros veículos da marca começaram a ser exportados para países como a Costa Rica, Panamá, Peru, Uruguai e Chile. Em um ano, desde o início de sua fabricação em Pernambuco, 45 mil unidades já foram vendidas. O modelo é a aposta da montadora no mercado de utilitários esportivos.

 O mix de carros da FCA é responsável por 82,9% de todas as operações de veículos no Porto de Suape. Em 2017, a montadora já embarcou mais de 40 mil veículos com destino ao exterior. As demais movimentações acontecem com veículos das montadoras GM, responsável por 2,8% das operações, Toyota (13,4%) e Volkswagen (0,9%).

 De janeiro a setembro de 2017, já passaram por Suape 53.610 veículos. O número já supera em 42% o número de carros que circularam no atracadouro em todo o ano de 2016, quando 37.843 unidades foram movimentadas.

RENEGADE NO MÉXICO

Em abril deste ano, a Jeep iniciou uma nova estratégia de mercado com exportações para o México do Jeep Renegade, também fabricado em Goiana (PE). O sucesso e o crescimento contínuo dessas operações portuárias está atrelado diretamente à capacidade que o Porto possui para receber esses carros e abrigá-los em uma área com infraestrutura adequada.

 Em 2014, Suape ampliou o Pátio Público de Veículos de 3,7 para 18,7 hectares e capacidade para movimentar 250 mil veículos por ano. Mais de 70 pessoas estão envolvidas em todo o processo de logística na movimentação deste tipo de carga, incluindo profissionais da administração do Complexo de Suape, órgãos anuentes, trabalhadores portuários do Órgão Gestor de Mão de Obra (OGMO) Suape e empresas de logística. Atualmente, a administração realiza um estudo de viabilidade para o arrendamento do pátio de veículos. A licitação deverá ocorrer em meados do ano que vem.

Comentários

Outras notícias