Black Friday Ubannet

29/10/2016 às 08h25m - Atualizado em 29/10/2016 às 09h54m

Náutico bate Atlético (GO) por 2x1 na Arena de Pernambuco

Atacante Rony marcou os dois gols da partida diante do líder da Série B e recolocou o Náutico no G4 da competição nacional

Depois de um primeiro tempo onde pecou nas finalizações, o Náutico voltou com tudo para o segundo tempo e, com Rony inspirado, bateu o líder Atlético Goianiense por 2x1, esta noite (28), na Arena de Pernambuco, voltando ao grupo dos quatro clubes que se classificam a elite do futebol nacional. De quebra, com os gols marcados, o camisa 7 é o principal artilheiro do Timbu na Série B, com 10 gols.

Quando a bola rolou, o Náutico mostrou logo que estava disposto a fazer prevalecer o mando de campo. No primeiro minuto, Rodrigo cortou mal a jogada e a bola sobrou para Bérgson. O atacante soltou a bomba e a bola explodiu na trave direita do goleiro Klever. Não demorou e, três minutos depois, Matheus Ribeiro falhou no recuo de bola. Rony aproveitou para arriscar o chute e a bola passou perto do gol.

Dominando as ações no setor de armação, o Timbu seguiu pressionando. Aos 9 minutos, Marco Antônio fez lançamento preciso para Rony, que dominou na área e chutou forte. Bem colocado, Klever defendeu. Em seguida, aos 13, Joazi cruzou forte e por pouco Bérgson não fez de cabeça.

Mas, diante do líder, uma hora um susto iria acontecer. Em bobeada da marcação, o volante Michel partiu de trás, entrou livre e tinha tudo para fazer o gol dos visitantes. Porém, Julio Cesar apareceu bem no lance e salvou o Alvirrubro do pior.

Depois do lance, o jogo ganhou certo equilíbrio e, só aos 20, o Náutico voltou a ameaçar duas vezes. Na primeira, Marco Antônio cobrou escanteio e Rafael Pereira tentou de cabeça. Na segunda, logo depois, Rony bateu cruzado, Klever espalmou, mas ninguém aproveitou o rebote.

Em um jogo truncado, não poderia faltar um lance polêmico. Aos 24, Rodrigo Souza lançou Bérgson, que desequilibrado na área por Matheus Ribeiro. O árbitro Célio Amorim (SC) preferiu fazer vista grossa no lance. O Alvirrubro tentou novamente e Vinícius acabou derrubado por Michel. Aos 32, Marco Antônio bateu fraco e Klever defendeu. Só aos 36 veio à resposta do time goiano. Pedro Bambu arriscou de fora da área e a bola passou rente ao travessão de Julio Cesar.

No segundo tempo, logo no primeiro minuto, Vinícius cobrou escanteio e Marllon não conseguiu afastar. Rony aproveitou e, de primeira, bateu para fazer 1x0 para o Náutico diante do Atlético Goianiense. O gol deu a tranquilidade necessária que o Timbu precisava para passar a explorar mais as jogadas de contra-ataque em velocidade. Aos 6, Rony recebe de Bérgson, mas bate fraco e Klever defende com facilidade.

Aos 15 minutos, no entanto, a pressão deu o resultado esperado. Ricardo Silva e Klever bobearam no lance e Rony, com velocidade, roubou a bola e, mesmo sem ângulo, bateu para o fundo do gol: 2x0. Um minuto depois, Bérgson chutou a bola desviou na defesa e Rony, inspirado, tentou de bicicleta. A bola foi para fora. Aos 22, depois de receber bom passe de Rodrigo Souza, Gaston entrou na área e quase marca o terceiro. Depois do lance, o jogo caiu de ritmo e Atlético Goianiense ainda diminuiu, aos 47, com Magno Cruz.

Por: Márcio Cruz/Comunicação Náutico

Comentários

Outras notícias