Black Friday Ubannet

28/10/2016 às 11h09m - Atualizado em 19/07/2017 às 17h46m

Por conta da cana, Pernambuco foi o estado que mais gerou emprego no Brasil mês de setembro

Foram 15,7 mil trabalhadores com carteira assinada. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta quarta-feira (26).

Pernambuco foi o estado que mais gerou empregos formais no Brasil no mês de setembro. Foram 15,7 mil trabalhadores com carteira assinada de saldo positivo da conta de admissões menos as demissões. Os números contribuiram, inclusive, para o Nordeste, que fechou o mês como a região que mais promoveu empregos formais no Brasil. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta quarta-feira (26) pelo Ministério do Trabalho.

Os números mostram que a indústria de transformação foi o maior empregador no estado, ocupando quase 8,2 mil pessoas a mais que o número de demissões no setor. Em seguida, a Agropecuária fechou o mês contratando mais de 7 mil pessoas acima do número de desligamentos. De acordo com o coordenador geral de estatísticas do trabalho, do Ministério do Trabalho, Mário Magalhães, a cana-de-açúcar foi o efeito responsável pelo movimento no emprego.

“O ciclo da cana atinge positivamente o estado de Pernambuco e o Nordeste em vários setores da economia. Para se ter ideia, ela promoveu o aumento de empregos no cultivo, que atinge a agropecuária, até a produção de açúcar, tanto o refinado quanto o bruto. Esse comportamento eleva o emprego na indústria de transformação”, pontuou. “A cana compensou a queda do emprego na construção civil, que só no mês passado, fechou 817 empregos, fruto da queda de demanda do setor imobiliário, que esfriou a partir da queda de renda e do crédito para a compra de casa própria”, resumiu.

Os números mostram, ainda, que o acumulado do ano ainda é negativo. De janeiro a setembro deste ano, foram quase 32 mil postos fechados no saldo, resultado da demissão de 339 mil pessoas e contratação de “apenas” 307 mil trabalhadores. Nos últimos 12 meses, o saldo negativo ultrapasa as 57 mil demissões de trabalhadores com carteira assinada.

Veja o comportamento do emprego em setembro.

Ranking dos estados no Brasil
1 – Pernambuco +15,7 mil
2 – Alagoas +13,3 mil
3 – Santa Catarina +3,5 mil

Setores em Pernambuco
1 – Indústria de Transformação +8,2 mil
2 – Agropecuária + 7,2 mil
3 – Construção Civil –816

Ranking das regiões
1 – Nordeste +29,5 mil
2 – Sul +1,1 mil
3 – Norte - 1 mil
4 – Centro-Oeste -5,3 mil
5 – Sudeste - 63,5 mil

Da Aessossoria AFCP

Comentários

Outras notícias