26/10/2014 às 11h37m - Atualizado em 29/10/2014 às 11h34m

Sport acumula oitava partida sem vencer na Série A

Apesar de ter saído à frente do placar, viu o Atlético/MG virar o jogo.

O Sport chegou a flertar com a vitória. Apesar de ter saído à frente do placar, viu o Atlético/MG virar o jogo. Teve todo o segundo tempo com um jogador a mais, após expulsão do goleiro Victor. Mesmo assim, um terceiro gol dos donos da casa, trouxe aos leoninos a nova sensação de derrota. Um segundo tento rubro-negro foi convertido, deixando o placar em aberto até os últimos minutos. Essa foi a gangorra de sensações que os pernambucanos tiveram de passar, neste sábado, durante o jogo no estádio Independência. Mas, a oitava partida sem vencer não pode ser evitada, e o 3×2 da nova derrota fez o Leão ver a diferença para a zona de rebaixamento diminuir para quatro pontos.

A necessidade da vitória não foi suficiente para o técnico Eduardo Baptista deixar de se precaver diante do Atlético/MG, no estádio Independência. Assim, o comandante rubro-negro resolveu escalar sua equipe com quatro homens de características defensivas, no meio-campo, deixando a saída de bola com a cargo de Ibson e Wendel. Pelo menos, em metade da etapa inicial, a postura rendeu aos pernambucanos não sofrer grandes sustos.

O preço pago pela postura mais retraída fez da equipe do Sport criar poucas possibilidades de gols, afinal apenas Diego Souza e Felipe Azevedo se encontravam mais adiantados para construir as jogadas de ataque. Mesmo assim, a abertura do placar foi pernambucana. Aos 15 minutos, o camisa 87 leonino avançou pela esquerda e cruzou para o meio da área. O autor do gol Rodrigo Mancha precisou de duas finalizações para dar a vantagem no marcador. 1×0.

Diante de seu torcedor, o Atlético/MG foi abrigado a sair para o jogo. O fato de não contar com todos os atletas titulares, fez o Galo bater cabeça na criação ofensiva. Mesmo assim, a equipe conseguiu arrumar uma falta próxima da grande área leonina e o gol de empate foi concretizado. Aos 32, o estreante zagueiro Tiago contou com o descuido da barreira do Sport, que abriu, e acertou as redes do goleiro Magrão.

Pouco antes do empate, o Atlético/MG conseguiu criar chances de balançar as redes. Uma inclusive após cabeceio de Tiago, em levantamento do atacante Cesinha. Após o gol sofrido, o Sport voltou a levar perigo ao gol de Vitor. Mas, a assistência de Felipe Azevedo não foi concluída na finalização de Wendel. O gol sofrido fez o Sport mostrar sinais de nervosismo no jogo. A ida para o intervalo fez o torcedor leonino respirar aliviado.

Logo após a volta dos vestiários, a aparente tranquilidade pouco durou ao torcedor rubro-negros. No início do segundo tempo, aos 2 minutos, Maicosuel faz linda jogada pelo meio e tocou para Dátolo. O meia dominou e mandou a bola para o fundo do gol de Magrão, virando o marcador.
A desvantagem no placar fez o torcedor rubro-negro já esperar a derrota. Mas, um lance, cinco minutos após o gol, reascendeu as esperanças leoninas. Aos sete minutos, após contra-ataque rápido, o volante Wendel foi acionado em velocidade e entrou deve de dividir uma bola com o goleiro Victor. O arqueiro atleticano fez falta, e pelo fato de ser o último homem, acabou expulso.

Ciente de que ainda haviam pelo menos 35 minutos para tentar, pelo menos, o empate, o técnico Eduardo Baptista abriu a equipe. Sacou Wendel e acionou Ananias. Pouco depois, trocou Ronaldo por Danilo. Mesmo assim, a equipe não engrenou no jogo. Pior: O Atlético/MG chegou ao terceiro gol. Aos 23 minutos, Maicosuel soltou uma bomba de fora da área, Magrão espalmou e a bola sobrou para Carlos. O atacante, livre, chutou forte, mas esbarrou nas mãos de Magrão, que defendeu. No segundo lance, ele não perdoou e fez 3×1.

Um sopro de esperança voltou a rondar os pensamentos rubro-negros. Aos 32 minutos, Danilo soltou a bomba, e o goleiro Uilson espalmou. A bola sobrou para Diego Souza, que tocou para Danilo empurrar, diminuindo o marcador.

FICHA DE JOGO

ATLÉTICO/MG 3×2 SPORT

Atlético/MG

Victor; Alex (Pierre), Jemerson, Tiago e Douglas Santos;Josué, Dátolo, Marcos Rocha e Maicossuel (Marion); Carlos e Cesinha (Uilson). Técnico: Levir Culpi

Sport

Magrão; Vitor, Henrique Mattos, Durval e Renê (Zé Mário); Wendel (Ananias), Rodrigo Mancha, Ronaldo (Danilo), Ibson e Felipe Azevedo; Diego Souza. Técnico: Eduardo Baptista

Local: Independência
Horário: 17h30 (Recife)
Árbitro: Felipe Gomes da Silva (PR)
Assistentes: Bruno Boschilia (PR) e Anderson José de Moraes Coelho (SP)
Gols: Rodrigo Mancha (aos 15 do 1ºT); Tiago (aos 32 do 1ºT), Dátolo (aos 2 do 2ºT), Carlos (aos 23 do 2ºT); Danilo (aos 32 do 2ºT)
Cartões amarelos: Rodrigo Mancha, Diego Souza, Durval (Sport); Marcos Rocha (Atlético/MG)
Cartão vermelho: Victor (Atlético/MG)


As informações são da Folha de Pernambuco

Comentários

Outras notícias