Black Friday Ubannet

25/10/2017 às 08h30m - Atualizado em 26/10/2017 às 07h04m

Tragédia em Goiás: Garota baleada por colega em escola está paraplégica

A jovem Isadora de Morais, de 14 anos, é uma das vítimas do ataque a tiros na escola Goyases, Goiânia.

giania-goias

A jovem Isadora de Morais, de 14 anos, uma das vítimas do ataque a tiros na escola Goyases, em Goiânia, está paraplégica. O caso aconteceu na última sexta-feira (20) e dois garotos morreram. A confirmação foi dada, por meio de um boletim médico, divulgado pelo Hospital de Urgência de Goiânia (HUGO). 

A estudante é uma das seis vítimas que foram baleadas por um colega do 8º ano da mesma escola. Ele foi apreendido e transferido, nesta segunda-feira (23), para um centro de internação para jovens infratores. Ao G1, o coronel Anésio Barbosa da Cruz contou que o suspeito estaria sofrendo bullying e por isso se revoltou.

"A adolescente apresenta uma lesão na medula espinhal, no nível da 10ª vértebra da coluna torácica, que comprometeu os movimentos dos membros inferiores de forma definitiva. A paraplegia já havia sido diagnosticada no dia de sua admissão", informou o hospital, em seu boletim.

Além de Isadora, as estudantes Marcela Macedo e Lara Fleury continuam internadas. De acordo com o hospital de Goiânia, Marcela está em uma enfermaria, em estado regular; já as condições de saúde de Lara não foram informadas.

Ainda conforme a imprensa local, a mãe revelou que Isadora tinha dito que queria "as pernas de volta". "Acredito que Deus vai recuperar a medula da minha filha. Sei que Deus faz o impossível, mas também sei que minha dor não é maior do que a de quem perdeu os filhos", afirmou a mãe da garota, em entrevista à Tv Anhanguera.

Comentários

Outras notícias