Black Friday Ubannet

25/10/2017 às 08h28m - Atualizado em 25/10/2017 às 13h22m

Pernambuco: 38 pessoas são presas em operações contra homicidas e traficantes

Os suspeitos são investigados por associação criminosa, tráfico de drogas, roubo e comércio ilegal de armas. A quadrilha é acusada por pelo menos 27 homicídios.

delegacias_movel

Na manhã desta terça-feria (24), Polícia Civil de Pernambuco (PCPE) deflagrou três operações para prender suspeitos de homicídios e tráfico de drogas. 38 pessoas foram presas. A quadrilha é acusada por pelo menos 27 homicídios nos últimos oito meses, as informações são do site da TV Jornal.

As investigações das operações Settanta, Novanta e Cerca Trova começaram no mês de março pela equipe da 8ª Delegacia Secciconal de Paulista. Segundo o chefe da Polícia Civil, Joselito Kehrle, os integrantes das três quadrilhas investigadas agiam inicialmente nos bairros de Maranguape II e do Janga, em Paulista, Região Metropolitana do Recife, entretanto, com o crescimento do grupo, eles começaram a atuar em Olinda e no Recife.

Além de homicídio e tráfico de drogas, os suspeitos são investigados por crimes como associação criminosa para o tráfico de drogas, roubo e comércio ilegal de armas. De acordo com a chefia da PCPE, 10 mulheres foram presas com o bando. Os investigadores afirmam que cabia às mulheres a gerência financeira das quadrilhas, enquanto os homens eram responsáveis pela distribuição dos entorpecentes e pela realização dos homicídios.

Apreensões

Durante as operações, foram apreendidas 12 armas entre revólveres, pistolas, rifles e até uma metralhadora, todas na casa de um homem identificado como Tiago Silva, no bairro de São José, área central do Recife. Ele era o responsável por fabricar e realizar a manutenção das armas das quadrilhas. As aramas foram levadas para a sede do Depatri, no bairro de Afogados.

Comentários

Outras notícias