Black Friday Ubannet

25/10/2017 às 08h56m - Atualizado em 25/10/2017 às 19h15m

Menino de 9 anos foi buscar a bola que caiu numa casa e morre eletrocutado em São José da Coroa Grande

O menino morreu no local, após receber a descarga elétrica. Os vizinhos tentaram socorrer o menino, levando ele até o posto médico da cidade, mas a criança já chegou sem vida.

morreu_eletrocutado-s_j_coroa_grande

Um garoto de nove anos morreu eletrocutado na noite desta terça-feira (24) em São José da Coroa Grande, no Litoral Sul pernambucano. O menino José Marcelo Ferreira Cruz estaria jogando futebol com amigos na Rua 19 de Março quando a bola caiu numa casa vizinha. Ao pular o muro para resgatar o brinquedo, ele encontrou em armações de ferro que estavam com corrente elétrica, uma espécie de cerca elétrica improvisada.

De acordo com a Polícia Militar, o proprietário da casa onde havia a corrente elétrica deixava um fio de alta tensão, puxado diretamente do poste, encostado em varas de ferro e até uma cadeira de metal forma de repelir bandidos e pessoas "indesejadas". O menino morreu no local, por volta das 18h, após receber a descarga elétrica. Os vizinhos tentaram socorrer o menino, levando ele até o posto médico da cidade, mas a criança já chegou sem vida. A população, revoltada, tentou entrar na residência para depredar o local, mas um efetivo do 10º Batalhão da Polícia Militar impediu.

Tentativa de fuga

Ainda segundo informações da polícia, o dono da residência, identificado como Benedito José de Oliveira, 54 anos, tentou fugir, mas foi capturado e levado para a Delegacia de Plantão de Palmares, na Zona da Mata Sul do Estado. O homem será autuado em flagrante por homicídio. Segundo informações do Tenente Andrade, o suspeito apresenta distúrbios mentais e já tinha sido internado por 40 dias após solicitação da própria PM local. Benedito seria conhecido na localidade por ameaçar pessoas com facas. O corpo da criança será encaminhado para o Instituto de Medicina Legal do Recife, no bairro de Santo Amaro, área central da capital pernambucana.

Comentários

Outras notícias