Black Friday Ubannet

24/10/2017 às 07h59m - Atualizado em 24/10/2017 às 12h23m

Polícia Federal prende vereador envolvido com quadrilha de assalto a bancos em Pernambuco

Ao todo, Operação Cariri prendeu 12 pessoas praticavam os crimes em Pernambuco e no Ceará

polcia-federal

Do JC Online

Onze pessoas foram presas, entre essa quinta-feira (19) e este domingo (22) por atuarem em assalto a bancos, agências dos Correios e explosões de carros-fortes. Deflagrada pela Polícia Federal (PF), a Operação Cariri, foi deflagrada no intuito de reprimir crimes cometidos no Sertão de Pernambuco e no Ceará, onde um vereador foi preso por envolvimento com a quadrilha.

Ao todo, dezesseis mandados de prisão preventiva foram expedidos pelo Juízo da Comarca de Missão Velha/CE, onde os bandidos explodiram as agências de dois bancos em fevereiro deste ano. As prisões desta fase se deram nas cidades de Petrolina, no Sertão de Pernambuco, Delmiro Gouveia, em Alagoas, e Barbalha, no Ceará.

Durante as investigações, a Polícia Federal contou com apoio do BEPI/PMPE e inteligência da PM/BA para identificar e qualificar os integrantes do bando armado, que aterrorizou várias cidades de Pernambuco e do Ceará durante seus assaltos, pelo menos nove.

De acordo com a PF, o grupo atuava na modalidade que vem sendo chamada de “Novo Cangaço”, com parte da quadrilha mantendo os reduzidos efetivos policiais das cidades-alvo sob fogo intenso e bloqueando estradas com grampos, enquanto outros membros instalavam explosivos e recolhiam o dinheiro após a abertura dos caixas eletrônicos.

A Organização criminosa tinha 18 (dezoito) integrantes identificados, naturais dos Estados de Pernambuco, Ceará, Bahia e Alagoas, sendo que dois dos líderes foram mortos em confrontos com a Polícia Militar de Pernambuco no início deste ano. Outros membros haviam sido presos em ações anteriores, estando oito deles já recolhidos em presídios de Pernambuco, Ceará e da Bahia.

Prisões
Entre os presos está um comerciante da cidade de Petrolina/PE que atuava no ramo de consórcios e vigilância eletrônica e é acusado de alugar armas (fuzis) para a organização, além de ter forjado o roubo de veículo de sua propriedade que seria utilizado em assaltos. Outro é um policial civil da Paraíba, que também é Vereador da cidade de Jardim, no Ceará, pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB), contra quem existe a acusação de ter cedido uma granja de sua propriedade para reunião da quadrilha momentos antes do assalto em Missão Velha, no Ceará, em fevereiro deste ano.

Francisco Renato Pereira Júnior, conhecido como Junior Sedrim, 38. Todos os envolvidos vão responder por crimes de assalto e organização criminosa. As diligências deverão prosseguir no sentido de prender cinco integrantes que ainda não foram localizados.

Nesta ação, foram presos: Josiel de Almeida, recolhido no Presídio de Paulo Afonso/BA, Denilson da Silva Antunes, recolhido na Penitenciária de Petrolina/PE; Cleiton Pereira da Silva, recolhido ao Presídio de Salgueiro/PE; José Salviano Arcoverde Neto, recolhido a Presídio de Arcoverde/PE; Edilzo Vicente da Silva, recolhido ao Presídio de Patos/PB; Felipe Oliveira de Araújo, recolhido ao Presídio de João Pessoa/PB; Alessandro P. Dos S. M. Cornélio, recolhido ao Presídio de Limoeiro/PE; Nadelson Wisard dos Santos, recolhido ao Presídio de Juazeiro do Norte/CE; Henrique Rocha da Cruz, recolhido ao Presídio de Juazeiro do Norte/CE; Gedenildo Romão da Silva, recolhido ao Presídio de Juazeiro do Norte/CE; e Francisco Renato Pereira Júnior, também recolhido ao Presídio de Juazeiro do Norte/CE.

Comentários

Outras notícias