Black Friday Ubannet

24/10/2016 às 08h39m

Sport joga bem, tem pênalti não marcado e perde para o Palmeiras

Rogério foi o autor do único gol rubro-negro na partida

Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife

Um misto de revolta e tristeza. O bom jogo do Sport contra o Palmeiras deixou um gosto amargo para os rubro-negros. Um sentimento de que faltou algo. Dentro de campo, o Leão mostrou um bom futebol. Enfrentou o líder do campeonato de igual pra igual. Poderia, facilmente, sair de campo com a vitória ou até mesmo um empate. Mas, prejudicado pela arbitragem com a não marcação de um pênalti claro, acabou derrotado por 2x1, no Alianz Park.

O erro do juiz, quando o placar ainda estava em branco, deixou os jogadores pernambucanos revoltados. E não era para menos. Ao final do duelo, o mandatário João Humberto Martorelli não pensou duas vezes em protestar contra o erro grotesco do árbitro ao presidente da CBF e da comissão de arbitragem.

Com o resultado, os leoninos caíram uma posição na tabela, ficando em 15º. Agora, o foco total está na próxima decisão do Campeonato Brasileiro, quinta-feira, contra a Ponte Preta. A Ilha do Retiro certamente estará lotada novamente para este importante confronto.

O Jogo

Num jogo de igual pra igual, o Sport bem que fez por merecer um resultado melhor. Pelo que as duas equipes apresentaram em campo, uma vitória rubro-negra seria altamente plausível. Um erro grave do juiz, não marcando um pênalti claríssimo para o Leão, quando o jogo ainda estava 0x0, e a eficiência do ataque do Palmeiras, acabaram decidindo a partida para o adversário.

O time do técnico Daniel Paulista iniciou a partida com a marcação adiantada e foi dono das melhores chances. Atuando de forma compacta e roubando bolas no ataque, os rubro-negros quase abriram o placar em duas oportunidades com Rogério. Uma delas contou com uma grande defesa do goleiro paulista, que estava em um dia inspirado. Aos 20 minutos, o lance mais polêmico do jogo.

Após cobrança de escanteio, jogador palmeirense sobe com os braços elevados e toca com a mão na bola, num pênalti claro acompanhado de perto pelo juiz, que fez vista grossa. Para completar a lambança, no contra-ataque desta jogada, o Palmeiras fez o primeiro gol, para a revolta dos atletas leoninos. Aos 32, o empate. Em novo escanteio, Matheus Ferraz cabeceou na trave e Rogério aproveitou o rebote para balançar as redes.

Um minuto depois a virada não veio por muito pouco. Everton Felipe fez grande jogada e chutou da entrada da área. As péssimas condições do gramado do Alianz Parque, no entanto, fizeram a bola quicar no momento do chute e a bola foi para fora. No último lance do segundo tempo, o líder mostrou eficiência mais uma vez ao marcar de novo, num chute onde Magrão ainda tocou na bola.

Na segunda etapa o Sport continuou atuando de forma compacta e organizada. Mas o ritmo do jogo diminuiu e as chances já não foram tantas. Mesmo assim, o time tinha mais oportunidades de chegar ao gol que o adversário. Diego Souza e Matheus Ferraz obrigaram o bom goleiro Jailson trabalhar com mais duas defesas espetaculares. Já Magrão precisou fazer uma boa intervenção.

Fonte: Site Oficial

Comentários

Outras notícias