Black Friday Ubannet

24/10/2016 às 23h06m

Em crise, Santa Cruz tenta impedir que Arruda vá a leilão em novembro

O leilão está programado para 7 de novembro e o lance mínimo é de R$ 132 milhões. Santa Cruz pretende resolver situação antes que o Arruda vá a leilão.

Não bastasse o rebaixamento para a Série B quase sacramentado, o Santa Cruz encara uma série de outros problemas fora das quatro linhas, especialmente financeiros. Uma semana depois de funcionários entrarem em greve por conta de salários atrasados, a notícia da vez é a possível perda do estádio Arruda, que pode ir a leilão no próximo mês de novembro.

A ação trabalhista foi movida em nome do espólio de Carlos Cezar Machado Batista, mais conhecido como Cezar Baiano, ex-jogador do Santa Cruz que faleceu em 2013. A dívida trabalhista do clube com o ex-atleta é de cerca de R$ 350 mil, enquanto o Arruda está avaliado em R$ 220 milhões. O leilão está programado para 7 de novembro e o lance mínimo é de R$ 132 milhões.

Porém, de acordo com o departamento jurídico do Santa Cruz, o leilão não deverá acontecer, já que a ideia do clube é entrar em um acordo antes da data programada para o seu início.

"Hoje, o processo gira em torno de R$ 350 mil. Ele jogou aqui em 2008. Já conversei com o Alírio [Moraes, presidente do Santa Cruz], a gente já traçou as situações de como resolver, quer seja através acordo, quer seja através de um parcelamento. O certo é que, com certeza, antes da data, a situação estará resolvida", disse Eduardo Lopes, advogado do Santa Cruz, ao UOL Esporte.

Com apenas 23 pontos em 32 rodadas, o Santa Cruz pode ser rebaixado matematicamente já na próxima rodada. O clube vive ainda uma enorme crise financeira e contou com a greve de funcionários na última semana. Eles não recebem há cinco meses e só retornaram às atividades depois de uma reunião em que Alírio Moraes prometeu resolver a situação.

Comentários

Outras notícias