Black Friday Ubannet

22/10/2016 às 08h40m - Atualizado em 22/10/2016 às 08h41m

Náutico perde para o Luverdense por 2x1 e deixa o G4

Timbu não atuou bem em Lucas do Rio Verde (MT), e perdeu de virada para a equipe do interior do Mato Grosso.

O Náutico até que saiu na frente com gol de pênalti de Bérgson, aos 10 minutos do primeiro tempo. Mas sofreu pressão e o gol de empate, também de pênalti, marcado por Alfredo, aos 10 do segundo tempo. Se não bastasse, após falha do goleiro Rodolpho, aos 36 minutos, tomou a virada do Luverdense com novo gol de Alfredo. Com o resultado, além de encerrar uma sequência invicta de oito jogos, esta noite (21), em Lucas do Rio Verde (MT), o Timbu, que encara o líder Atlético/GO, sexta-feira que vem (28), na Arena de Pernambuco, ocupa a quinta colocação do Brasileiro da Série B, com 51 pontos.

Quando a bola rolou o Náutico tentou adiantar a marcação para tentar surpreender o Luverdense logo início da primeira etapa. Aos dois minutos, Joazi recebeu na direita e cruzou. Everton afastou o perigo. Cinco minutos depois, Bérgson sofreu falta pela direita. Marco Antônio cobrou muito forte e a bola foi para fora.

A boa posse de bola não demorou a dar o resultado esperado pelos comandados de Givanildo Oliveira. Aos nove, Bérgson recebeu de Joazi na área e acabou derrubado na área por Ricardo. O próprio Bérgson se encarregou da cobrança, e bateu com categoria no canto esquerdo do goleiro Diogo Silva: 1x0, aos 10 minutos.


Porém, quem achou que os donos da casa iriam se abater com a abertura placar por parte do Timbu, se enganou. Aos 14 minutos, Rafael Silva cabeceou cara a cara com o gol e Rodolpho evitou o empate. Na sequência do lance, Alfredo cabeceou, Rodolpho deu um toquinho com a ponta dos dedos, a bola bateu no travessão e foi para escanteio.

Aos 15, após cobrança de escanteio, Everton cabeceou e a bola passou raspando a trave direita do goleiro alvirrubro. Só aos 16, o Náutico reagiu. Bérgson bateu cruzado para a área e por pouco Yuri Mamute não chega de carrinho.

Depois do lance, o Timbu passou a rodar mais a bola para gastar o tempo e só ameaçou novamente, aos 34 minutos. Joazi tabelou pela direita com Renan Oliveira e ganhou escanteio. Marco Antônio cobrou, Mamute cabeceou e por pouco Igor Rabello não chega também de cabeça para fazer o segundo. Nos minutos finais da primeira etapa, o Luverdense voltou a atacar, mas sem êxito.

No segundo tempo, os donos da casa voltaram a pressionar. Aos três, Raul Prata cruzou e Rafael Silva cabeceou assustando o goleiro Rodolpho. Logo depois, aos sete, Alfredo bateu cruzado e Diego Sodré não alcançou. Um minuto depois, Raul Prata chutou da entrada da área, Rodolho deu rebote e Rafael Pereira afastou.

De tanto insistir, o empate saiu aos 10 minutos. Alfredo entrou na área, Rodolpho tentou cortar e o arbitro marcou pênalti. O próprio Alfredo cobrou no canto esquerdo e deixou tudo igual no placar. Aos 16, em nova investida do Luverdense, Rodolpho fez bela defesa em cabeçada de Alfredo.
Mesmo sem muita força ofensiva, o Náutico teve uma grande chance de voltar a ficar em vantagem, aos 20 minutos. Mamute iniciou a jogada e tocou para Renan Oliveira, que deixou Bérgson livre, de frente para o gol. O atacante mandou por cima do travessão.

O castigo pelo gol perdido não demorou a acontecer. Aos 37, após bola cruzada na área por Raul Prata, Rodolpho tentou tirar de soco e a bola sobrou para Alfredo, de cabeça, marcar o gol da vitória do Luverdense: 2x1.


Foto: Divulgação/Luverdense (MT)
As informações são de Márcio Cruz/Comunicação Náutico

Comentários

Outras notícias