Black Friday Ubannet

19/10/2016 às 09h25m

Tripulante de navio-escola espanhol morre de malária no Recife

Embarcação ia para Salvador mas precisou desviar rota após infecção. Marinheiro recebeu atendimento em hospital particular mas não resistiu.

Navio-escola Juan Sebastián Elcano fazia trajeto entre Cabo Verde e Salvador

Um marinheiro que integrava a tripulação de um navio-escola espanhol morreu no Hospital Santa Terezinha, unidade de saúde particular localizada na Zona Oeste do Recife. De acordo com informações da unidade de saúde particular, o rapaz, de 29 anos, faleceu às 22h32 da última sexta-feira (14). Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES), o paciente estava com malária e não respondeu ao tratamento.

A embarcação estava indo para Salvador (BA). A informação foi repassada pela Marinha espanhola. Por causa do problema de saúde do tripulante, que apresentava febre, vômitos e episódios de convulsão, o navio teve que desviar da rota para se aproximar do porto mais perto, que ficava no Recife.

Na terça-feira (11), ele desembarcou "em estado grave, sedado e conectado à ventilação mecânica" e foi atendido na unidade hospitalar com "com suspeita inicial de encefalite viral", segundo nota da SES. O hospital informou que foi feito um amplo tratamento para "várias possibilidades de diagnósticos".

"Como vinha de localidade endêmica para malária (Cabo Verde), foi feito o teste rápido que deu positivo para a doença. A infecção por malária foi confirmada após mais exames realizados pelo Labend, unidade laboratorial vinculada ao Laboratório Central de Pernambuco (Lacen-PE). Apesar de receber a medicação e assistência específica, o paciente veio a óbito", de acordo com a nota da secretaria.

A embarcação teve que ser desocupada momentaneamente. A Marinha espanhola ativou o protocolo de apoio à família e iniciou os trâmites para a repatriação do corpo, que será realizado nesta semana. Os parentes da vítima, que morava em Maracena, na região de Granada, já chegaram ao Recife, de acordo com a direção do hospital.

A mídia espanhola noticiou que o navio-escola, chamado Juan Sebastián Elcano, saiu da cidade espanhola de Cádiz no dia 20 de agosto e realizava o trajeto entre Cabo Verde e Brasil. O site da Marinha espanhola descreve a embarcação como o barco mais representativo, conhecido, emblemático e simbólico da Marinha da Espanha.

O navio-escola foi liberado para seguir viagem no dia 12 de outubro, "após constatação da equipe médica de bordo de que nenhum outro tripulante apresentava sintomas da doença", segundo a SES.

As informações são do G1 PE

Comentários

Outras notícias