Black Friday Ubannet

15/10/2016 às 23h09m - Atualizado em 16/10/2016 às 07h19m

Com gol de Igor, aos 48 do segundo tempo, Náutico bate Ceará

Vitória no clássico nordestino na Arena mantém o Timbu na 3ª colocação da Série B

O jogo estava difícil, truncado e com o Ceará dificultando bastante às ações do Timbu. Porém, quando tudo se encaminhava para o empate em 0x0, Marco Antônio cobrou falta da direita e Igor Rabello subiu lá no alto para, de cabeça, mandar a bola para o fundo do gol do goleiro Éverson e fazer 1x0 para o Náutico no clássico nordestino, aos 48 minutos do segundo tempo. Festa para os mais de 25 mil alvirrubros que lotaram Arena de Pernambuco, neste sábado (15), e viram a equipe se manter na terceira colocação da Série B, agora com 51 pontos ganhos.

É bom ressaltar, ainda, que foi a sexta vitória seguida da equipe sob o comando de Givanildo Oliveira, que segue invicto nos oito jogos que dirigiu. Nesta segunda (17), o hexacampeão pernambucano inicia no CT, às 15h, a preparação para o jogo com o Luverdense (MT), sexta-feira, em Lucas do Rio Verde.

O jogo começou e o Ceará surpreendeu em termos ofensivos. Quem esperava o Vovô mais recuado e partindo nos contra-ataques, se enganou. Tentou ditar certo ritmo e, aos oito minutos, Cametá sofreu falta na intermediária de Rodrigo Souza. Thallyson cobrou e Rodolpho fez bela defesa. Dois minutos depois, Rodrigo Souza fez falta em Wescley e levou cartão amarelo. Cametá cobrou e João Ananias afastou o perigo de cabeça.

Pelo lado do Náutico, Rony era um dos que davam mais trabalho ao setor defensivo do alvinegro cearense. Aos 15 minutos, o velocista atacante fez bela jogada pela direita e cruzou com perigo. Ewerton Páscoa evitou o pior. Logo em seguida, aos 19, Everton Páscoa fez falta em Bergson pela esquerda. Marco Antônio cobrou, Rafael Pereira cabeceou para o meio e a defesa afastou.

Aos poucos, o Alvirrubro foi se impondo em campo e, aos 20, após falha de Éverson ao sair do gol, Rony foi esperto no lance e cruzou. Vinícius tentou mandar para o gol, mas a bola desviou na defesa e foi para escanteio. Aos 26, Vinícius lançou Rony, que foi derrubado na área por Thallyson. O árbitro carioca João Batista de Arruda fez vista grossa e não marcou a penalidade.

Depois do lance, o jogo ficou truncado no meio e o último lance de perigo para o Náutico só aconteceu aos 47 minutos. Marco Antônio cobrou falta, Rodrigo Souza desviou e Igor Rabello, na segunda trave, por pouco não chega de carrinho.

No segundo tempo o Náutico voltou como no início da primeira etapa e, aos 13, Rodrigo Souza saiu para a entrada de Yuri Mamute. Um minuto depois, Vinícius cobrou falta e Rafael Pereira desviou. A bola foi para fora. Aos 18 saiu Bérgson e entrou Jefferson Nem.
Logo em seguida Rony tocou para o próprio Nem a bola desviou em Charles e saiu.

O Náutico também tentou as jogadas e chegou a mandar a bola para o gol cearense em duas oportunidades. Aos 25, Vinícius cobrou falta e Igor Rabello cabeceou para o gol. O bandeira marcou impedimento. Três minutos depois, Vinícius fez bela jogada individual e chutou. A bola sobrou para Gastón mandar para as redes, e novo impedimento.

No lá e cá, aos 30, Tallyson arriscou de longe e Rodolpho fez boa defesa. Aos 34, Wescley se livrou da marcação e chutou. A bola desviou em João Ananias e Rodolpho evitou o gol. O jogo ficou nervoso mas, aos 48 minutos, enfim o torcedor alvirrubro soltou o grito de gol que estava preso na garganta. Marco Antônio cobrou falta da direita e Igor Rabello cabeceou para o fundo do gol cearense: 1x0.

Por: Márcio Cruz/Comunicação Náutico

Comentários

Outras notícias