11/10/2017 às 07h23m

Tribunal Superior Eleitoral alerta para a influência do crime organizado nas eleições

O TSE acionou a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e a Polícia Federal para que investiguem a influência de facções criminosas e milícias no processo eleitoral.

tse_gimar_mendes

O Tribunal Superior Eleitoral acionou a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e a Polícia Federal para que investiguem a influência de facções criminosas e milícias no processo eleitoral, pois segundo o presidente do TSE, ministro Gilmar Mendes, criminosos tentam influir em resultados.

Mendes avalia que o fundo eleitoral, criado pela reforma política recém aprovada no Congresso Nacional, é insuficiente para financiar as eleições, o que poderá abrir brecha para um “laranjal” nas campanhas.

Para Gilmar, o domínio de territórios por facções, como ocorre no Rio, não permite campanhas e votos livres.

Comentários

Outras notícias