Black Friday Ubannet

09/10/2016 às 15h16m - Atualizado em 09/10/2016 às 15h43m

Novo secretário promete medidas emergenciais de combate à violência

Ângelo Fernandes Gióia se reúne segunda-feira com representantes das polícias civil, militar e científica

Ângelo Fernandes Gióia foi apresentado pelo governador aos integrantes do Pacto Pela Vida.
Com informações do Diario de Pernambuco - Foto: Wagner Oliveira/ DP

Após participar da reunião do Pacto pela Vida na sede da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), o novo secretário de Defesa Social de Pernambuco, o delegado federal Ângelo Fernandes Gióia, falou sobre as primeiras medidas da sua gestão. Gióia assume a pasta depois que o antigo secretário, Alessandro Carvalho, entregou o cargo.

"Eu volto seguda-feira para um primeiro encontro de trabalho com o comandante da Polícia Militar, com o chefe da Polícia Civil, com o setor técnico da polícia científica e com o Corpo de Bombeiros Militar para, a partir da radiografia que me foi passada, adotar medidas emergenciais para uma pronta resposta à sociedade e depois, à miúde, fazer ajustes que atendam à proposta do pacto, que tem como principal objetivo a redução da criminalidade e a redução de homicídios, crimes violentos, crimes contra as mulheres, a população LGBT. Esse é um trabalho que devemos fazer em parceria com as demais secretarias e com as entidades que representam a sociedade civil", destacou.

Questionado sobre a insatisfação dos policiais, o secretário adiantou: "em relação a sucateamento e outras questões que eventualmente vocês possam levantar digam respeito à salário, eu costumo dizer o seguinte: eu primeiro vou ouvir os comandantes, os chefes de polícia e ouvirei também, dentro dessa ordem, o soldado que está na ponta, o detetive, o que atua no setor de criminalística para ter a minha avaliação sobre recursos e meios. Tudo que for factível será levado ao governador do estado pelos canais competentes."

Esta manhã, Gióia foi apresentado pelo governador aos integrantes do Pacto Pela Vida. Seu principal desafio será reduzir os índices de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) no estado. No ano passado, 3.891 assassinatos foram registrados em Pernambuco. Ainda segundo dados da SDS, do início deste ano até o último dia 29 de setembro, foram 3.131 casos. O novo secretáro trará seu secretário executivo, João Luiz Caetano, e o novo corregedor, Carlos Henrique Oliveira, do Rio de Janeiro. Ambos também são delegados da Polícia Federal.

Comentários

Outras notícias