08/10/2014 às 09h57m - Atualizado em 08/10/2014 às 22h20m

Náutico decepciona na Arena Pernambuco e é goleado pelo América-MG por 4 a 1

Renan Oliveira, ex-Sport, teve bom desempenho na Arena Pernambuco e marcou um dos gols do Coelho

Embalado pela sequência de três vitórias, o Náutico recebeu o América-MG com a expectativa de que um novo triunfo o deixasse mais perto do G4. O Timbu, entretanto, frustrou sua torcida, voltando a apresentar falhas primárias que abriram espaço para uma sonora goleada. O 4 a 1 foi construído com certa facilidade, mostrando que a irregularidade alvirrubra é o maior obstáculo do time nesta campanha do Brasileiro. No sábado, o compromisso dos pernambucanos é com o ABC, novamente, em São Lourenço da Mata.

Vivendo uma de suas melhores fases na Série B, o Náutico fez valer o mando de campo desde o início da partida, dominando as ações entre as intermediárias. Apesar da entrada de Elicarlos na vaga de Paulinho, o Timbu manteve sua estratégia de aplicar uma forte marcação no setor e pressionar a saída de bola adversária. Desta maneira, os alvirrubros construíram pelo menos quatro boas chances, mas não conseguiu abrir o placar.

O América-MG, por sua vez, não desperdiçou as chances que criou. Tentando aproveitar o posicionamento do Náutico em campo, o Coelho buscava explorar contra-ataques rápidos, normalmente, puxados pelo meia Willians. Numa dessas jogadas, aos 21 minutos, a equipe de Givanildo Oliveira aproveitou uma falha da zaga alvirrubra, que apenas olhou Obina escorar a bola para Gilson. O meia teve liberdade para escolher o canto e ainda contou com um desvio na bola antes de vencer Júlio César. Oito minutos mais tarde, Gilson não precisaria da ajuda de ninguém para ampliar a vantagem mineira, acertando um lindo chute de fora da área, sem chance para o goleiro do Timbu.

Depois de ouvir as vaias da torcida no intervalo, Dado tentou corrigir algumas das falhas que observou na etapa inicial. Mas as saídas de Elicarlos e Crislan para as entradas de Helder e Bruno Furlan nem tiveram tempo de ser observadas. Logo aos três minutos da etapa final, Renan Oliveira teve o espaço que quis para conduzir a bola na entrada da área alvirrubra e fuzilar da meia lua, sem chance para Júlio César. Pouco depois, o goleiro ainda contribuiria no lance do gol de Obina. No fim, o zagueiro Renato Chaves conseguiu marcar, de cabeça, o gol de honra do Timbu: 4 a 1.

Local: Arena Pernambuco (São Lourenço da Mata). Árbitro: Rodrigo Batista Raposo (DF). Assistentes: Marrubson Melo Freitas (DF) e José Reinaldo Nascimento Júnior (DF). Gols: Gilson (aos 21’ e aos 29’ do 1o T), Renan Oliveira (aos 3’ do 2o T), Obina (aos 10’ do 2o T), Renato Chaves (aos 22’ do 2o T). Cartões amarelos: Vinícius, Raí, Bruno Furlan (N), Andrei Girotto, Raul, João Ricardo (A). Público: 7.463. Renda: R$ 183.220,00.


Com informações do Diário de Pernambuco

Comentários

Outras notícias