GB Bateiras

05/10/2017 às 03h30m - Atualizado em 05/10/2017 às 06h59m

Novo Pernambucano pode chocar com Nordestão e não terá hexagonal

Reunião do Conselho Arbitral da Federação Pernambucana de Futebol definiu formato com 13 datas para estadual de 2018

campeonato_pernambucano

A Federação Pernambucana de Futebol (FPF) definiu o novo formato do Campeonato Pernambucano da Série A1, disputado no ano que vem. Duas propostas foram apresentadas em uma reunião do Conselho Arbitral do órgão, que aconteceu nessa terça-feira (3) na sede da FPF, no centro do Recife. Para o ano que vem, o certame será disputado em 13 datas, com fase inicial, quartas-de-final, semi-final e final. 

De acordo com o novo formato, 11 equipes participarão do Pernambucano jogando entre si na primeira fase em sistema de ida. Cada um dos times joga cinco partidas em casa e cinco fora. As duas piores campanhas desta fase serão rebaixadas para a Série A2 e os oito melhores avançam para as quartas-de-final, que também será disputada em sistema de ida assim como as semifinais. Somente a grande final será disputada em dois jogos, de ida e volta. Dosite da Rádio Jornal.

Choque de datas

A nova formatação do estadual bate de frente com o número de datas da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) em seu novo calendário, que disponibilizou 12 dias para a disputa da Copa do Nordeste e seis para a disputa dos campeonatos estaduais. "Em regiões como São Paulo, onde não há competição regional, não há problema, vão utilizar com as 18 datas para o estadual. No nosso caso, com essa subdivisão de datas, é impossível realizar a competição, vamos ter choque de datas. Salgueiro, Santa Cruz e Náutico terão que ter duas equipes para disputar as duas competições", disse o Presidente da FPF, Evandro Carvalho, em entrevista à Rádio Jornal na última segunda-feira (2). 

Comentários

Outras notícias