Black Friday Ubannet

02/10/2018 às 10h38m - Atualizado em 03/10/2018 às 10h42m

Sindicalistas protestam contra o mau atendimento nas Agências Bancárias de Timbaúba ocasionado pela falta de funcionários

Após o ato, sindicalistas se reuniram com o Promotor de Justiça, Dr. João Elias, para discutir medidas legais. Responsáveis pelas agências prestarão depoimentos, datas já foram marcadas.

audiencia_sindicatos_bancos_1

Os bancos investem milhões em tecnologias, mesmo assim é comum o consumidor ir à agência bancária em Timbaúba, seja para receber um benefício, resolver algum problema ou efetuar o pagamento de uma conta e ao chegar no interior se deparar com longas filas, que podem durar até horas para o atendimento, tornando-se assim um verdadeiro martírio.

Por solicitação do MPPE, o PROCON do município regulamentou a lei que determina o tempo máximo de espera levando em consideração se a data é véspera ou dia seguinte a feriados, se é dia de pagamento de aposentados, funcionários públicos, etc. Entretanto, a “Lei das Filas” não vem sendo respeitada pelas agências bancárias da cidade, o que causa estresse aos funcionários e clientes, mostrando claramente que longas filas é um sinal de disfunção do sistema bancário.

Devido as inúmeras denúncias feitas por clientes e funcionários das agências bancarias de Timbaúba, tendo como recordista a Caixa Econômica Federal, em decorrência ao descumprimento da lei municipal que versa sobre o tempo de espera em filas, e depois diversas reuniões provocadas pelo Ministério Público para resolver esse dilema. Porém, jamais uma sequer resposta positiva ofertada por parte das coordenadorias ou diretorias gerais dos bancos em operação em Timbaúba. Gerando assim um enorme descontentamento devido as péssimas condições no atendimento encontradas pela população.

agencia-banco_brasil

Com o intuito de pressionar a direção geral dos bancos a contratar mais funcionários para reduzir o tempo de permanência nas filas, um ato foi realizado na última quinta-feira (27), em frente a Caixa Econômica Federal, com a participação de vários dirigentes sindicais, a exemplo de Leonardo Soares de Farias, presidente do Sindicato dos Bancários de Goiana e região de Pernambuco; Gustavo de Pádua Walfrido, o Presidente da União dos Trabalhadores de Pernambuco; Luiz França do Nascimento, diretor da Federação dos Bancários de Pernambuco, Alagoas e Rio Grande do Norte; João Carlos de Melo, Presidente do Sindicato dos Bancários de Jaboatão dos Guararapes e Região. Além de Marcos Ferreira, Secretário Municipal de Comércio; Severino Gomes (Tiba), Secretário de Desenvolvimento Econômico e de Robson Borges, diretor do Procon Timbaúba, que também participaram da manifestação.

Conforme os dirigentes dos sindicatos bancários e dos trabalhadores idealizadores da manifestação, esse descontentamento dos clientes em relação aos bancos se deve exatamente pela falta de funcionários dentro de todas as agências no município prestar um atendimento mais humano para os clientes. Por serem poucos, o atendimento é demorado para a demanda e muitos, eventualmente, acabam sendo vítimas da revolta dos clientes e usuários. Para os sindicalistas, essa situação não pode ser atribuída aos bancários, mas à direção dos bancos, que tem que contratar mais funcionários para dar conta da crescente demanda de clientes. Muitos deles sofrem com sobrecarga, depressão e diversas outras doenças ocupacionais. Essa deterioração das condições de trabalho só fragiliza a qualidade do atendimento e o cliente sempre sai prejudicado. Por isso, o Sindicato cobra contratação imediata a fim de que as agências fiquem menos estressantes.

"A presença de duas importantes entidades sindicais dos bancários na cidade e a promoção por elas dessa ordeira manifestação, de fins apenas reivindicatório de melhores condições de trabalho de seus associados, está protegida totalmente pelos princípios fundamentais de nossa democracia e revela que não só a população timbaubense está padecendo, como também os próprios trabalhadores dessas instituições financeiras que lucram milhões por ano, inclusive às custas de todo esse sofrimento!". Afirmou o representante do Ministério Público Estadual, promotor de Justiça, doutor João Elias da Silva Filho.

audiencia_sindicatos_bancos_3

Após o ato, representantes Sindicato dos Bancários e dos trabalhadores estiveram reunidos com o Promotor Dr. João Elias, na sede da Promotoria de Justiça de Timbaúba, onde foram discutidos todos os problemas e medidas cabíveis a serem tomadas visando melhorias no atendimento para toda a população timbaubense.

Ao Timbaúba Agora, Luiz Gustavo de Pádua Walfrido, presidente da União Geral dos Trabalhadores de Pernambuco, afirmou que a reunião no MP foi muito positiva e que o promotor de Justiça o recebeu muito bem, ficou bastante satisfeito ao ouvir do promotor que existe um Inquérito Civil Público instaurado e já tem data marcadas para os depoimentos dos representantes dos bancos nos próximos dias. Disse também que o Doutor Elias recebeu muito bem os sindicatos, e que estará à disposição do MP, bem como dos bancários do município e sindicatos dos bancários.

Já Leonardo Soares de Farias, presidente do Sindicato dos Bancários de Goiana e região, relatou que o manifesto foi melhor do esperava, pois contou com a participação de vários colegas representantes de sindicatos bancários e da União Geral dos Trabalhadores de Pernambuco. Em relação a reunião na Promotoria de Justiça, onde a comitiva foi recepcionada pelo promotor de Justiça Dr. João Elias da Silva, o sindicalista falou que foi proveitosa e muito satisfatória a reunião. O promotor o recebeu muito bem em seu gabinete e foi bastante atencioso. Leonardo disse ainda que irá em frente com o trabalho, pois sabe que o MP está envolvido e solidário a causa, "vou participar das audiências que irão acontecer em Timbaúba, vou encaminhar documentações, fotos e lista com o abaixo-assinados, pois tenho certeza que o Ministério Público irá nos ajudar nesta luta".

audiencia_sindicatos_bancos_2

Sobre a conversa com os representantes das entidades sindicais, doutor João Elias disse o seguinte: "O Ministério Público tem o dever de ouvir todos os interessados nesse problema do mal atendimento bancário em Timbaúba e as representações sindicais dos bancários estão ligadas diretamente ao problema, razão pela qual mantive aberta a porta do gabinete para recebê-las e ouvi-las com o máximo de atenção!" 

Várias reuniões foram realizadas pelo Ministério Público Estadual com o intuito de resolver esse dilema, porém diante da ineficácia das ações para melhoramento no atendimento, o MPPE instaurou um INQUÉRITO CIVIL PÚBLICO com a finalidade de colher formalmente os depoimentos das gerências locais e proceder às demais diligências necessárias, inclusive a judicialização do caso. Todos os responsáveis pelas agências foram notificados para prestar depoimentos, datas das oitivas também foram marcadas.

COFIRA AS DATAS DOS DEPOIMENTOS

Banco do Brasil                  

  • Gerente geral: dia 10 de outubro
  • Gerente de relacionamento: dia 18 de outubro

Banco do Nordeste

  • Gerente geral: dia 16 de outubro
  • Gerente de relacionamento: dia 23 de outubro

Bradesco

  • Gerente geral: dia 11 de outubro
  • Gerente de relacionamento: dia 19 de outubro

Caixa Econômica

  • Gerente geral: dia 18 de outubro
  • Gerente de relacionamento: dia 10 de outubro

Santander                                          

  • Gerente geral: dia 17 de outubro
  • Gerente de relacionamento: dia 24 de outubro

Todas as oitivas estão marcadas para as 13h30m

Por: Reginaldo Silva/Timbaúba Agora

Comentários

Outras notícias