Black Friday Ubannet

29/09/2016 às 08h01m - Atualizado em 30/09/2016 às 18h27m

Desaparecimento de candidato a vereador em Vicência foi uma farsa

Marcio Rogério Fontes (PSDB), confessou, em depoimento à Polícia Civil, que "tudo foi uma farsa por medo de ameaças que estaria recebendo". A Polícia Civil deverá indiciá-lo por falsa comunicação de c

A Polícia Civil de Pernambuco divulgou nota, no final da tarde desta quarta (28), sobre o suposto desaparecimento do candidato a vereador do município de Vicência Marcio Rogério Fontes (PSDB). Na nota, o órgão informou que tudo teria sido uma "farsa" criada pelo candidato.

Em depoimento, Marcio Rogério confessou que "tudo foi uma farsa por medo de ameaças que estaria recebendo. Após a ouvida passou por exame traumatológico, no Hospital da Cidade, comprovou pequenos aranhões provocados pelo próprio candidato e, em seguida, foi liberado. A Polícia Civil, que tinha instaurado inquérito para investigar o desaparecimento, deve indiciá-lo ao final do procedimento por falsa comunicação de crime", diz um trecho do texto.

A nota também explica o suposto desaparecimento. "Após o desaparecimento ele disse ter ido a uma praia na Paraíba onde teria permanecido com medo de represálias que, supostamente, viria recebendo, mas, ainda sem comprovação pela Polícia Civil de Pernambuco. Esta madrugada Marcio Fontes foi a um posto de combustível em Itambé, ainda na Mata Norte do Estado, se identificou como o candidato desaparecido e pediu para acionar a polícia. A equipe da Polícia Militar o levou até a Delegacia de Plantão de Nazaré que o entregou para as equipes do GOE, delegado Guilherme Caraciolo e da Delegacia de Vicência Von Romel, responsáveis pela investigação do caso".

Diligências

Nessa terça (28), o PSDB de Pernambuco solicitou ao chefe de Polícia Civil no Estado, Antônio Barros, chegou a solicitar uma “apuração rigorosa” sobre o desaparecimento do candidato. O partido também fez um apelo ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) para que enviasse reforço policial no próximo domingo (2) para a cidade, quando acontecem as votações, “considerando que o município já apresentou problemas em pleitos anteriores”.

Comentários

Outras notícias