Black Friday Ubannet

29/09/2016 às 18h04m - Atualizado em 29/09/2016 às 18h12m

Bebê de 1 ano e 9 meses morre após porta de vidro cair em cima dele

Acidente aconteceu, na tarde da última quarta, em um berçário. Luís Otávio não resistiu aos ferimentos

Um bebê de 1 ano e 9 meses morreu após uma porta de vidro cair em cima dele. O caso aconteceu na tarde da última quarta-feira (28), no berçário Uni Infantil, localizado na rua Jean Émile Favre, no bairro do Ipsep, na Zona Sul do Recife. Luís Otávio foi socorrido para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Imbiribeira e foi transferido para o Hospital da Restauração, no bairro do Derby, na área Central do Recife, onde morreu na madrugada desta quinta (29).

Segundo o advogado do berçário, André Pereira, a porta se soltou no final da tarde da última quarta. "A porta da sala de aula se soltou e caiu em cima dele. Imediatamente, ligamos para a família da vítima e realizamos o socorro", revelou o advogado. Ainda segundo ele, a empresa que realizou a instalação da porta será acionada. "Estamos providenciando o material e vamos acionar a empresa que realizou a instalação da porta. Ela precisa dar um parecer sobre a ruptura da parte metálica, que não era para acontecer", declarou André Pereira.

A pancada foi na cabeça do menino. "A pancada foi toda na cabeça, mas a porta não chegou a estourar. Infelizmente, aconteceu um acidente desse. É lamentável, mas estamos prestando todo apoio aos familiares", finalizou o advogado, eu informou que as licenças da Prefeitura do Recife e do Corpo de Bombeiros estariam regulares. O corpo de Luiz Otávio foi encaminhado, nesta manhã, ao Instituto Médico Legal (IML), no Recife.

Familiares do menino estavam abalados e não quiseram gravar entrevista. Eles disseram, apenas, que Luís Otávio entrou para creche, que é particular, no ano passado e que não tinham o que reclamar do local. O velório deverá acontecer ainda nesta tarde, no Memorial dos Guararapes. O estabelecimento ficará fechado durante dois dias para realização de perícia. O caso será investigado pelo Departamento de Polícia da Criança e do Adolescente (DPCA) da Madalena.

Comentários

Outras notícias