Black Friday Ubannet

28/09/2018 às 02h34m - Atualizado em 28/09/2018 às 09h27m

MPPE e Polícia Civil prendem integrantes de organização criminosa na 2ª fase da Operação Tocandira

A organização criminosa é responsável por cerca de 50 homicídios em Cupira e região.

operacao_mppe_policia_civil 

Uma organização criminosa responsável por cerca de 50 homicídios em Cupira e região foi alvo da segunda fase da Operação Tocandira, deflagrada na manhã desta quinta-feira (27) pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e pela Polícia Civil. Foram cumpridos seis mandados de prisão temporária nas casas dos alvos e outros 18 contra integrantes da quadrilha que já se encontravam no sistema penitenciário.

Além disso, as equipes do Grupo de Atuação Especializada no Combate ao Crime Organizado (Gaeco/MPPE) e da 3ª Divisão de Homicídios do Agreste, da Polícia Civil, cumpriram dez mandados de busca e apreensão domiciliar, apreendendo R$ 72 mil em dinheiro, 30 caixas de cigarros importados, quatro celulares, uma motocicleta clonada, nove munições e 195 boletos com anotações de cigarros. Esse material tem relação com as demais atividades do grupo criminoso, que além dos homicídios praticava tráfico de drogas, de armas e munição, roubo e clonagem de veículos automotores, falsificação de documentos e corrupção de menores nas cidades de Cupira, Agrestina, Panelas, Altinho, Lagoa dos Gatos e Caruaru.

“Essa investigação teve início em maio de 2017 e levou à primeira fase da Operação, em dezembro, quando foram presos 16 alvos. Essa segunda fase aprofunda o trabalho de desarticular a organização criminosa, com o objetivo de diminuir o alto índice de criminalidade em Cupira, que registrou 42 homicídios em 2017 e 23 neste ano”, detalhou a promotora de Justiça de Cupira, Soraya Macedo.

Comentários

Outras notícias