Black Friday Ubannet

25/09/2016 às 14h51m

Sport vence, se afasta da degola e encerra sequência do Santos

Pernambucanos batem o Peixe em casa por 1 a 0 e abrem cinco pontos da zona de rebaixamento; paulistas perdem após três vitórias, mas se mantêm no G-4

Sport bate o Santos e se afasta da zona de rebaixamento
As informações são do globoesporte.globo.com/pe- Foto: Aldo Carneiro

A paz volta a reinar na Ilha do Retiro. Após a derrota para o Coritiba, no último final de semana, o clima esquentou no estádio rubro-negro. O técnico Oswaldo de Oliveira começou a ser questionado, o chileno Mark González foi afastado. Só uma vitória sobre o Santos seria capaz de mudar - ao menos momentaneamente - o cenário. E ela veio. Com gol de Rogério, neste sábado, o Leão ganhou do Peixe por 1 a 0. A princípio, a derrota não faz tão mal à equipe de Dorival Júnior. Aconteça o que acontecer na rodada, o Santos seguirá no G-4.

Os dois times voltam a jogar pelo Campeonato Brasileiro no próximo sábado. Às 11h, o Leão visita o Fluminense. O Santos, às 16h, recebe o Atlético-PR. Antes disso, porém, o Peixe joga pela Copa do Brasil. Na quarta-feira, a equipe faz a primeira partida das quartas de final, contra o Internacional. O duelo acontece às 19h30, na Vila Belmiro.

O primeiro tempo foi muito intenso. As duas equipes jogaram e deixaram jogar. O Sport começou em cima - e foi superior, em linhas gerais, durante quase toda a etapa. Como centroavante, Rogério se movimentou muito e deu trabalho à defesa do Santos. Ele foi o responsável pela abertura do placar, ainda aos 10 minutos. O Leão poderia até ter ampliado o placar - já que Everton Felipe e Gabriel Xavier perderam chances claríssimas. Por outro lado, o placar poderia apontar empate ao final dos 45 minutos. Rodrigão e Copete desperdiçaram ótimas oportunidades pelo Peixe - geradas em levantamento na área e contra-ataque, principais armas da equipe paulista no jogo.

Na volta para a segunda etapa, o Peixe surgiu melhor do que o Sport. Com a necessidade do resultado, o time paulista cresceu e dominou o jogo. Mas aí apareceu o milagreiro rubro-negro. Completando o jogo de número 600 com a camisa do clube, Magrão fez grande partida e salvou o time três vezes. O duelo voltou a mudar com as substituições feitas pelos treinadores. Oswaldo tirou Neto Moura e colocou Paulo Roberto, dando mais consistência ao meio de campo. Dorival Júnior teve de tirar Vitor Bueno, machucado, para colocar Elano. Aí o jogo degringolou para o Peixe. O veterano meio-campista não entrou bem, diminuiu o ritmo do time e ainda foi expulso por reclamação. Com um a menos, o Alvinegro não conseguiu ter forças para reagir.

Comentários

Outras notícias