Black Friday Ubannet

20/09/2018 às 10h45m

Em Goiana, homem é preso em flagrante após denuncia de compra de votos

Segundo a promotora de Justiça eleitoral, Patrícia Ramalho, um grupo de aproximadamente 20 pessoas se dirigiu à sede do Ministério Público Estadual em Goiana para denunciar o crime eleitoral.

urna_crime-eleitoral

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e a Polícia Civil prenderam em flagrante, na manhã de ontem (18), um homem acusado de tentar comprar votos de eleitores da cidade de Goiana, na Região Metropolitana do Recife. Salatiel Tomás da Silva foi detido na sua residência, onde foram encontradas cópias de documentos de 64 pessoas e material de campanha de candidatos a deputado estadual e federal. Ele confessou a prática, foi autuado e se encontra à disposição da Justiça; o caso foi analisado em audiência de custódia manhã desta quarta-feira (19), que foi concluída com a adoção de medidas cautelares diversas da prisão.

De acordo com a promotora de Justiça eleitoral Patrícia Ramalho, um grupo de aproximadamente 20 pessoas se dirigiu à sede do MPPE em Goiana para denunciar o crime eleitoral. Eles informaram que Salatiel Tomás da Silva teria abordado os eleitores com a promessa de contratação em empresas da área de construção civil em troca dos votos.

“O detido recolheu cópias de documentos de identificação e títulos de eleitor e também ficou com as carteiras de trabalho originais dessas pessoas. Já encaminhamos cópias de todo o material apreendido e dos depoimentos colhidos à Procuradoria Regional Eleitoral (PRE), para que sejam tomadas as providências cabíveis”, ressaltou Patrícia Ramalho.

Conforme a legislação eleitoral, cabe à PRE investigar os candidatos supostamente beneficiados, visando a aplicação das sanções previstas na Lei Eleitoral.

Comentários

Outras notícias