Black Friday Ubannet

18/09/2016 às 09h05m - Atualizado em 18/09/2016 às 09h18m

Produtores do setor sucroenergético esperam moer 13 milhões de toneladas de cana na safra 2016/17

Ao todo, o setor está empregando 70 mil trabalhadores e envolve 50 municípios.

Os produtores do setor sucroenergético de Pernambuco esperam moer cerca de 13 milhões de toneladas de cana na safra 2016/2017, que teve início na maioria das usinas há alguns dias. O presidente do Sindicato da Indústria do Açúcar e do Álcool de Pernambuco (Sindaçúcar-PE), Renato Cunha, estima uma produção de 900 mil toneladas de açúcar e entre 320 e 350 milhões de litros de etanol. Ao todo, o setor está empregando 70mil trabalhadores e envolve 50 municípios.

Para o Nordeste, a previsão também é de crescimento tímido em relação à moagem de 49 milhões de toneladas na safra anterior. “Não vai haver queda, mas deve haver um crescimento tímido por conta da falta de chuva. A chuva vinha de dezembro até maio, mas houve uma diminuição em junho e julho na Zona da Mata. No mês de julho, choveu cinco vezes menos do que no ano passado em alguns lugares”, analisou Cunha.

O presidente do Sindaçúcar também afirmou que o interesse na produção do etanol continua menor em relação ao açúcar devido ao bompreço do grão e à necessidade de maior regulação do mercado que promova competitividade ao combustível.

“O etanol está deprimido em termos de preços e competitividade, necessitando da Contribuição de Intervenção de Domínio Econômico (Cide), que precisa ter umcaráter ambiental. O combustível que traz um ônus ambiental precisa ser taxado”, acrescentou se referindo à gasolina, que sofre incidência do tributo.

Continue lendo AQUI

Comentários

Outras notícias