GB Bateiras

14/09/2017 às 10h12m - Atualizado em 14/09/2017 às 10h19m

Sport vence a Ponte Preta e larga em vantagem nas oitavas da Sula-Americana

Rubro-negros bateram a Macaca por 3x1, nesta quinta-feira, na Ilha do Retiro

futebol_sport_na_ilha_do_retiro
 
Fonte: Site Oficial
 
O Sport fez o dever de casa e largou em vantagem nas oitavas de final da Copa Sul-Americana. Os rubro-negros venceram a Ponte Preta por 3x1, nesta quarta-feira (13), na Ilha do Retiro. Os gols foram de Ronaldo Alves, Rithely e André, enquanto Saraiva descontou. O confronto da volta é no dia 20, em Campinas.

Com a vitória na Ilha, os rubro-negros garantem vaga nas quartas de final da Sula mesmo com derrota em Campinas por um gol de diferença ou por dois do 4x2 em diante – é que o gol fora de casa serve como critério de desempate. Caso a Macaca devolva os 3x1, a classificação será decidida nos pênaltis.

A PARTIDA

O primeiro tempo iniciou com o Sport querendo mostrar de cara que quem manda na Ilha é ele. Com trocas de passes rápidas e marcação alta, os rubro-negros encurralaram a Ponte Preta em seu campo de defesa. Estratégia que deu resultado em apenas sete minutos, quando o Leão abriu o placar.

Depois de escanteio da esquerda, Diego Souza subiu mais do que a marcação paulista e cabeceou com violência. Aranha espalmou para o lado. Mesmo quase sem ângulo, o zagueiro Ronaldo Alves encheu o pé e mandou a bola para o fundo da rede: 1x0.

O Sport manteve o seu domínio da posse de bola após abrir vantagem, mas encontrava dificuldades no último passe. Por isso, lances claros para ampliar o placar foram poucos. A Ponte, por sua vez, apostava em saídas em contra-ataques – todas frustradas pela bem postada defesa rubro-negra.

Assim, o primeiro tempo se arrastava com o 1x0 no placar. Só que aos 44 minutos, em nova cobrança de escanteio da esquerda, Rithely subiu “no terceiro andar” para cabecear no ângulo de Aranha: 2x0. Golaço do volante, que teve seu reverenciado pela torcida presente à Ilha. 

O segundo tempo foi um verdadeiro bombardeio rubro-negro. Em menos de 25 minutos, foram seis chances claríssimas desperdiçadas pelo Leão. Diego Souza, Raul Prata, Mena, Patrick, André e Rithely ficaram “no quase”. No lance de Rithely, a bola desviou na defesa paulista e bateu caprichosamente no pé da trave direita.

De tanto insistir, o Sport chegou ao terceiro gol. Aos 30 minutos, Raul Prata levou a melhor sobre a marcação, cruzou rasteiro e achou André livre para escorar para o fundo da rede: 3x0. A vitória elástica parecia sacramentada quando Saraiva descontou, aos 37, e colocou números finais ao confronto. 

FICHA DA PARTIDA

Sport: Magrão; Raul Prata, Ronaldo Alves, Durval e Sander; Rithely, Patrick e Diego Souza; Mena, Reinaldo Lenis (Rogério) e André (Anselmo). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Ponte Preta: Aranha; Nino Paraíba (Claudinho), Marlon, Luan Perez e Danilo; Fernando Bob, Naldo e Elton (Renato Cajá); Saraiva, Lucca (Jeferson) e Leo Gamalho. Técnico: Gilson Kleina.

Árbitro: Gustavo Murillo (COL). Assistentes: Humberto Clavijo e Wilmar Navarro (COL). Gols: Ronaldo Alves, aos 7 minutos do 1º tempo; e Rithely, aos 44 do 1º; André, aos 30 do 2º; e Saraiva, aos 37 do 2º. Cartões amarelos: Diego Souza, Sander e Durval (S); e Danilo, Fernando Bob e Nino Paraíba (P). Público: 6.254 torcedores. Renda: R$ 114.825,00.

Comentários

Outras notícias