Black Friday Ubannet

09/09/2018 às 16h46m - Atualizado em 09/09/2018 às 19h53m

Áudio: Procuradoria Regional Eleitoral de Pernambuco investiga suposta ameaça do prefeito de Camaragibe a servidores

Se o voto não tiver lá como eu voto, com Álvaro Dias, com Armando Monteiro, com Jarbas Vasconcelos, Silvio Costa, Marinaldo Rosendo e Aluísio Lessa – é rua, amigo!

prefeitura

A Procuradoria Regional Eleitoral em Pernambuco (PRE-PE) vai investigar uma suposta ameaça que teria sido feita pelo prefeito de Camaragibe, Demóstenes Meira (PTB), a servidores com cargos comissionados na Prefeitura.

Em um áudio que circula pelas redes sociais, uma voz atribuída ao prefeito ameaça exonerar funcionários da administração caso eles não votem como ele, citando um a um os candidatos que apoia e em que deveriam ser votados. E afirma já ter demitido 56 servidores ligados que seriam supostamente ligados ao vereador de Camaragibe Toninho (PTB).

prefeito_demstenes_meira 

Áudio com supostas ameaças do prefeito de Camaragibe, Demóstenes Meira

“Eu já tomei providência, Ferraz. Eu estou exonerando hoje pela manhã 56 cargos comissionados do Toninho. Não rezou na nossa cartilha é rua, meu amigo. Se os cargos comissionados não votar (sic), vai (sic) para rua também. Vou pegar o número do título, a sessão de votação. Se o voto não tiver lá como eu voto – com Álvaro Dias, com Armando Monteiro, com Jarbas Vasconcelos, Silvio Costa, Marinaldo Rosendo e Aluísio Lessa – é rua, amigo. Rua, não trabalha mais comigo. Eu não tenho papa na língua você me conhece. Você sabe como eu sou”, afirma a pessoa no áudio.

Em nota, a PRE afirmou que o “caso está sendo apurado” e “que adotará as medidas legais cabíveis caso seja constatada conduta ilícita por parte do gestor público”. A notícia de fato (denúncia) foi recebida nessa quinta-feira (6), ainda de acordo com a instituição. “Até que esse trabalho de investigação seja concluído, a PRE-PE não poderá fornecer quaisquer informações adicionais sobre o caso”, diz a nota.

A assessoria da Prefeitura de Camaragibe disse que o prefeito não vai se pronunciar sobre o caso e que o jurídico já foi acionado.

Rádio CBN/Blog do Jamildo

Comentários

Outras notícias