GB Bateiras

05/09/2017 às 09h08m - Atualizado em 05/09/2017 às 11h06m

Pelo Brasil: Jovem mata pai para defender mãe e avó

Fatalidade ocorreu no último sábado (02) na cidade de Esplanada, Bahia

pm-ba

O médico psiquiatra Alexandre Pimenta foi morto a tiros pelo próprio filho, um adolescente de 17 anos. O caso aconteceu no município de Esplanada, Bahia, no último sábado (2). Segundo informações divulgadas, o garoto teria tomado a atitude para defender a mãe e a avó, que estavam sendo agredidas pelo pai.

Alexandre estaria separado da ex-esposa, mas não aceitava o fim do relacionamento. A mulher havia se mudado junto com o filho para outra residência, em um condomínio, e na ocasião estava recebendo a visita da mãe. O homem então invadiu o local, armado, e desferiu golpes contra a ex-sogra. Foi neste momento que o adolescente interviu e atirou contra o pai, usando uma arma que tinha sido dada por ele, quando o garoto tinha 14 anos.

A 56ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) atendeu à ocorrência após receber o chamado pelo Centro Integrado de Comunicações (Cicom). De acordo com nota divulgada pela PM, o homem atingido por disparos de calibre 38 e já estava morto quando chegaram ao local.

O adolescente foi encaminhado para a delegacia do município e os policiais já trabalham com a hipótese de legítima defesa. Segundo eles, a mãe do jovem já sofria abusos, conforme histórico de Alexandre, que chegou a ser preso por agressão.

De acordo com o titular da delegacia do município, Wagner Marinho, o adolescente vai responder em liberdade. A decisão foi tomada observando o histórico de abusos e agressões praticados pela vítima contra a mulher e os filhos.

Comentários

Outras notícias