Black Friday Ubannet

04/09/2018 às 08h37m - Atualizado em 04/09/2018 às 11h26m

Mais de 650 picadas de escorpião no 1º semestre de 2018 em Pernambuco

Segundo a SES, este ano, foi confirmado um óbito por picada de escorpião. A vítima foi uma criança de três anos

escorpiao

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES), o Centro de Assistência Toxicológica (Ceatox) registrou 674 casos de picadas de escorpião no primeiro semestre de 2018, somando 64 ocorrências a mais que o mesmo período do ano passado.

Em 2017 foram realizados 18 mil atendimentos. Só entre janeiro e maio de 2018 foram realizados 5.859.

Segundo a secretaria, este ano foi confirmado um óbito por picada de escorpião. A vítima foi uma criança de 3 anos, no município de Jaboatão dos Guararapes.

Neste final de semana, um menino de dois anos morreu após ser picado por um escorpião enquanto brincava no quintal de casa, em Itambé, na Mata Norte de Pernambuco. A criança foi levada para a Unidade Mista Doutor Hercílio Moraes Borba, em Itambé, onde recebeu os primeiros atendimentos. Depois foi encaminhada para o Hospital Belarmino Correia, em Goiana e, em seguida, transferida para o Hospital da Restauração, mas não resistiu.

A morte do menino decorrente do veneno do escorpião ainda não foi confirmada pela SES. De acordo com pai do garoto, houve negligência médica por parte do sistema de saúde do município e do estado.

Segundo o médico veterinário da Secretaria de Saúde, Doralécio Lins e Silva, o atendimento para pessoas picadas por escorpião deve ser feito o mais rápido possível.

Rede de atendimento

Em Pernambuco, o soro antiescorpiônico está disponível no Hospital da Restauração, no Recife, no Hospital Jaboatão-Prazeres, em Jaboatão dos Guararapes e no Hospital João Murilo, em Vitória de Santo Antão. No interior, é possível encontrar o soro nos Hospitais Regionais de Limoeiro, Palmares, Garanhuns, Arcoverde, Afogados da Ingazeira, Serra Talhada, Salgueiro, Ouricuri e Petrolina, além do Hospital Mestre Vitalino, em Caruaru.

Do Portal Rádio Jornal

Comentários

Outras notícias