Black Friday Ubannet

21/08/2018 às 08h43m - Atualizado em 21/08/2018 às 10h18m

Metralhadoras e mais de 120 balas são apreendidas com dois homens no Recife

A polícia também apreendeu revólver, pistola, 1,2 quilo de cocaína e 36 micropontos de LSD, em operação no bairro da Iputinga.

apreensao_de_arsenal

Duas metralhadoras de uso restrito das Forças Armadas foram apreendidas na Iputinga, na Zona Oeste do Recife. Na operação, a Polícia Civil prendeu dois homens e também encontrou um revólver, uma pistola, carregadores, mais de 120 balas de diversos calibres, 1,2 quilo de cocaína e 36 micropontos de LSD.

De acordo com a polícia, com Felipe Gomes da Silva e Ademir Ademiro da Silva foram localizados dois veículos e balanças para pesar drogas. Os dois integram uma organização que atua no tráfico na comunidade Entrapulso, em Boa Viagem, na Zona Sul da capital.

Nesta segunda-feira (20), a polícia informou, em coletiva realizada no Recife, que as metralhadoras são uma Uzi e uma Taurus nove milímetros. As duas armas estavam equipadas com silenciadores. Os policiais recolheram, ainda, cinco carregadores de munição, durante a ação realizada na sexta-feira (17).

Segundo o delegado Ícaro Schneider, as armas têm mais de 30 anos de uso, mas possuem grande poder de ataque. "Uma das metralhadoras estava com a numeração raspada e a outra foi fabricada nos Estados Unidos", informou.

O policial afirmou que equipamentos bélicos como esses podem chegar ao estado de várias formas. "Tem armas roubadas de polícias e existem as armas que são alvo de tráfico e saem do Paraguai. Esses são alguns caminhos", explicou.

O delegado disse que Ademir foi baleado em um confronto entre quadrilhas rivais, em 2017. "Ele foi vítima de tentativa de homiício, mas não saiu do tráfico. O local onde apreendemos as armas era considerado o ponto de base da quadrilha", acrescentou.

Comentários

Outras notícias