Black Friday Ubannet

21/08/2016 às 11h15m

Sport perde invencibilidade de seis jogos

Time rubro-negro foi derrotado pelo Botafogo, em Juiz de Fora

Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife

Num jogo onde prevaleceu a eficiência do adversário, os rubro-negros viram uma invencibilidade de seis jogos no Campeonato Brasileiro ser quebrada, em Juiz de Fora. O Botafogo acabou vencendo por 3x0, pela 21ª rodada da competição. O duelo marcou a estreia do atacante colombiano Ruiz com a camisa leonina.

Agora, os rubro-negros voltam as atenções para a Copa Sul-Americana, para enfrentar o Santa Cruz, na próxima quarta, na Arena Pernambuco. O rival seguinte no Brasileirão será o Internacional, domingo, na Ilha do Retiro.

O Jogo
Tecnicamente, Sport e Botafogo não fizeram uma grande partida. Muito por conta da falta de qualidade do gramado do estádio Mário Helênio, que dificultava a troca de passes e o domínio da bola. Pode-se dizer, inclusive, que o piso foi determinante no primeiro gol da partida, marcado pelos cariocas.

No gol que aconteceu no último lance do primeiro tempo, Sassá chutou e a bola quicou no "montinho artilheiro", traindo o goleiro Magrão, que estava atento à jogada. Antes disso, as equipes faziam um duelo equilibrado. Do lado leonino, Rogério quase marcou aos 10 minutos, num chutaço da entrada da área que carimbou o travessão.

Já os cariocas, também mandaram uma bola na trave, através do atacante Neilton, aos 31 minutos. Na segunda etapa, o Leão começou melhor. Pressionava o adversário no campo de ataque, até Sassá marcar o seu segundo gol na partida, aos sete minutos. No lance, Magrão chegou a fazer duas defesas seguidas antes do atacante aproveitar o rebote.

Atrás do placar, o time rubro-negro seguiu pressionando o adversário, que se fechou e passou a explorar mais os contra-ataques. O técnico Oswaldo de Oliveira logo acionou os colombianos Lenis e Ruiz, este fazendo a sua estreia, para dar sangue novo ao ataque. Aos 16, por pouco Lenis não diminuiu a desvantagem, num lance que contou com uma ótima defesa do goleiro.

Da metade para o final da partida, o técnico Oswaldo de Oliveira ainda tentou colocar o time pra cima, com a entrada de mais um atacante, Tulio de Melo. Mas quem acabou marcando mais um gol foi o Botafogo, com Camilo.

Comentários

Outras notícias