Black Friday Ubannet

04/08/2017 às 10h03m - Atualizado em 04/08/2017 às 14h19m

Ministério Público investiga cobrança para cesarianas em hospital de Pernambuco

O MPPE instaurou um inquérito civil para investigar uma denúncia de que servidores do Hospital José Fernandes Salsa, estariam exigindo dinheiro para agilizar cirurgias cesarianas.

hospital-limoeiro

A 1ª Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público de Limoeiro, no Agreste pernambucano, instaurou um inquérito civil para investigar uma denúncia de que servidores do Hospital José Fernandes Salsa, no município, estariam exigindo dinheiro para agilizar cirurgias cesarianas. Os valores cobrados aos pacientes variavam entre R$ 1,5 mil e R$ 2 mil.

O promotor de Justiça Muni de Azevedo Catão solicitou nessa quinta-feira (2) à direção da unidade que processos administrativos disciplinares sejam instaurados para apurar as denúncias. O prazo para o procedimento é de 10 dias.

Em nota, a Secretaria de Saúde afirmou que vai investigar o caso e adotar as providências cabíveis. “A SES ressalta que não compactua com qualquer irregularidade administrativa e se pauta pela responsabilidade, legalidade e transparência na gestão dos recursos públicos. Todo o atendimento realizado no Sistema Único de Saúde é 100% gratuito, sendo qualquer cobrança ilegal”.

A secretaria ainda afirmou que “o caso não prejudica a assistência prestada pelo hospital”. A unidade, para casos de média complexidade, atende cerca de 6 mil pacientes mensais de 30 municípios do entorno de Limoeiro. O hospital tem 620 funcionários, entre eles 62 médicos.

Do blog do Jamildo

Comentários

Outras notícias