Black Friday Ubannet

02/08/2018 às 02h14m - Atualizado em 02/08/2018 às 08h09m

Foragido de Pernambuco por homicídio é preso pela Polícia Federal em Maceió

Adalberto Ferreira é acusado de matar com um tiro empresário Leonardo Henrique Buarque Spinelli, 34, após uma discussão de trânsito em Camaragibe.

preso_em_alagoas

Em uma ação conjunta, os agentes da Polícia Federal dos estados de Alagoas e Pernambuco prenderam, na tarde desta quarta-feira (1º), em Maceió, o comerciante Adalberto Ferreira da Silva, 67, que é foragido da Justiça de Pernambuco.

Adalberto Ferreira, que foi detido após investigações no bairro do Tabuleiro do Martins, é acusado de matar com um tiro, na noite de 28 de outubro de 2017, em Aldeia, o empresário Leonardo Henrique Buarque Spinelli, 34, após uma discussão de trânsito.

Ainda no dia 30 de outubro de 2017, Adalberto se apresentou à Polícia Civil, onde confessou que fez o disparo, contando sua versão sobre o ocorrido, levando, em seguida, a Polícia Civil até o local onde teria descartado a arma do crime.

A Justiça de Pernambuco através da 1ª Vara Criminal de Camaragibe-PE expediu no dia 07/11/2017 o mandado de prisão com validade até 02/01/2030 e desde esta data ele era considerado foragido.

Silva foi levado para o Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (COTEL), no estado pernambucano, onde ficará à disposição da Justiça Estadual.

Entenda o caso

O empresário Leonardo Henrique Buarque Spinelli, de 34 anos, foi assassinado com um tirona rodovia PE-27, em Aldeia, na noite do sábado (28). A vítima teria reclamado de um outro motorista, não identificado, que trafegava na contramão e bateu de frente no veículo em que viajava com a família.

De acordo com a Polícia Civil, Leonardo foi atingido por um tiro no tórax, seguiu para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e depois foi transferido para o Hospital Getúlio Vargas, na Zona Oeste do Recife, onde faleceu.

Depois de sofrer a batida, o empresário desceu do carro para reclamar com o motorista que estava na faixa contrária, de maneira irregular. Ele foi mostrar os danos no carro, quando houve uma discussão.

O motorista responsável pela batida deixou o local e a vítima seguiu atrás. O empresário alcançou o carro e o condutor efetuou os disparos. O corpo do empresário foi enterrado no domingo (29).

Comentários

Outras notícias