Black Friday Ubannet

25/07/2015 às 19h09m - Atualizado em 25/07/2015 às 19h35m

Náutico bate Vitória e retorna ao G4

Na próxima terça-feira (28), o Timbu encara o Paraná em Curitiba. O Vitória, tentará a reabilitação contra o Macaé, no estádio Barradão, em Salvador.

Foi um jogo truncado, brigado e difícil, como todo clássico deve ser. Entretanto, valeu a entrega da equipe e a força da torcida para o Náutico bater o Vitória por 2 a 1 e entrar no G4 da Série B do Campeonato Brasileiro. O herói da tarde foi o estreante Rafael Pereira. Quatro minutos após entrar em campo, o jogador marcou o gol que deu os três pontos à equipe pernambucana. Agora, o Timbu ocupa a terceira colocação com 27 pontos.

Na próxima terça-feira (28), o Timbu encara o Paraná – que luta contra o rebaixamento – em Curitiba. O Vitória, por sua vez, tentará a reabilitação contra o Macaé, no estádio Barradão, em Salvador.

O JOGO

Logo no início da partida, o Vitória mostrou porque é um dos líderes da Série B. Após saída de bola errada do volante João Ananias, Escudero tocou para Rhayner, que bateu cruzado para vencer Júlio César. Aos 15, o atacante Douglas cabeceou, a bola bateu no corpo do zagueiro Ednei. A torcida e os atletas do Timbu reclamaram pênalti, mas o juiz mandou o jogo seguir. A primeira boa chance do Náutico veio através de Fabiano Eller. Após cobrança de falta de William Magrão, o defensor cabeceou ao lado direito da meta adversária.

Aos 28, Elton e Gaston se estranharam e o árbitro Elmo Resende puniu ambos com o cartão amarelo. Contudo, ambos continuaram discutindo. O juiz puxou o vermelho e expulsou o atacante da equipe baiana. Logo após, os jogadores dos dois times começaram uma confusão que acabou resultando na expulsão do lateral-esquerdo uruguaio. Dez minutos depois, aconteceu o lance mais inacreditável do jogo. Hiltinho saiu em rápido contra ataque e tocou para João Ananias. O volante ficou cara a cara com Fernando Miguel, mas faltou cacife para o prata da casa e ele mandou ao lado do gol rubro-negro.

O Náutico veio disposto a mudar o panorama na volta do intervalo. Com um futebol mais agressivo, o Timbu sufocou o Vitória desde o início. Aos cinco minutos, Gil Mineiro dispara pelo lado direito, rola para Fabiano Eller, mas o zagueiro se enrola e desperdiça boa chance de empatar. Dois minutos depois, o goleiro Fernando Miguel precisou ser substituído por conta de uma contusão. Roberto Júnior entrou e, um minuto depois, o árbitro Elmo Resende marcou pênalti para o Timbu. O atacante Douglas cobrou com categoria para empatar o jogo.

O gol de empate fez o jogo crescer. As duas equipes queriam o resultado para não desgarrarem do G4. Aos 12, Hiltinho fez bela jogada, passou por três adversários, mas não passou pelo goleiro e perdeu uma boa oportunidade. No contra ataque, Flávio driblou Fabiano Eller, bateu em cima de Ronaldo Alves. Na sobra, Diego Renan chuta e Júlio César salvou time pernambucano. Aos 24, Lisca fez a mudança que mudou os rumos da partida. Gil Mineiro deu lugar a Rafael Pereira. Quatro minutos depois, ele marcou. Após bola levantada na área, a zaga baiana vacilou e o estreante balançou as redes para a festa da torcida alvirrubra. O time baiano até assustou nos minutos finais, mas o Timbu se segurou e garantiu os três pontos.

Ficha técnica

Náutico 2

Júlio César, Guilherme (Josimar), Ronaldo Alves, Fabiano Eller e Gaston; William Magrão, João Ananias, Gil Mineiro e Hiltinho; Rogerinho (Pedro Carmona) e Douglas. Técnico: Lisca.

Vitória 1

Fernando Miguel (Roberto Júnior); Diego Renan, Guilherme Mattis, Ednei e Mansur; Amaral, Pedro Ken, Flávio (Robert) e Escudero; Rhayner e Elton. Técnico: Vágner Mancini

Local: Arena Pernambuco

Árbitro: Elmo Alves Resende (GO)

Assistentes: Cristhian Passos Sorence e Bruno Pires (Ambos de GO)

Cartões amarelos: Diego Renan, Guilherme Mattis, Mansur e Ednei (Vitória); Gaston (Náutico)

Cartão vermelho: Elton e Mansur (Vitória); Gaston (Náutico)

Gols: Rhayner (4’ 1º tempo)

Público: 7.848

Renda: R$ 142.220


Com informações do Blog de Primeira

Comentários

Outras notícias