Black Friday Ubannet

23/07/2018 às 07h54m - Atualizado em 23/07/2018 às 09h10m

Seis homens são mortos em chacina no Rio Grande do Norte

Polícia Militar acredita que acerto de contas com o tráfico de drogas possa ter motivado o crime.

chacina_rn

A Polícia Militar do Rio Grande do Norte divulgou os nomes das vítimas mortas na  chacina no município de Nísia Floresta, Região Metropolitana de Natal, na noite desse sábado (21). As vítimas foram identificadas como: Jean Nonato do Nascimento, 23 anos; Arlindo do Nascimento Júnior, 18; Jackson Dias, 17; Anderson Junior Rodrigues do Nascomento, 17, e Maxuel Gonçalo de Lira, 17. Um sexto jovem, que não teve o nome identificado, foi também baleado no local, mas foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhado ainda na noite do sábado em estado grave para o Hospital Deoclécio Marques de Lucena, em Parnamirim, Grande Natal.

A assessoria de comunicação da Secretaria de Saúde Pública do Estado (Sesap) confirmou na tarde deste domingo (22) que o adolescente de 17 anos continua internado no hospital.

Moradores do bairro Alto Monte Hermínio ficaram em choque com os crimes que aconteceram por volta das 20h30 deste sábado. Segundo a denúncia, seis rapazes estavam em frente à uma casa na rua das Flores quando um veículo não identificado chegou ao local com vários homens armados, desceram atirando nas vítimas, que era a maioria adolescentes.

Ainda de acordo com informações de populares à PM, os criminosos estavam encapuzados e disseram aos jovens para colocarem as mãos na cabeça, em seguida atiraram. Foram acionadas várias viaturas da Polícia Militar e do Instituto Técnico e Científico de Polícia (Itep). Os criminosos não foram localizados.

A mãe de um dos adolescentes assassinados, preferiu não se identificar e nem gravar entrevista, mas disse à equipe da TV Ponta Negra que o filho tinha envolvimento com drogas e sempre o aconselhou, mas não teve jeito. Pela característica do crime, o subtenente Aluízio Alves, que atendeu a ocorrência, afirmou que pode se tratar de um possível acerto de contas com o tráfico de drogas.

Policiais civis do município apuraram as primeiras informações e ouviram familiares das vítimas. A população que mora na região onde ocorreu a chacina ficou em silêncio. O caso será investigado pela Delegacia de Polícia Civil de Nísia Floresta.

Comentários

Outras notícias